Publicidade

Semusa completa vedação de 80 reservatórios de água

Postado em 21/06/2021 14:32

Semusa completa vedação de 80 reservatórios de água

Foto Assessoria Prefeitura Divinópolis/Semusa completa vedação de 80 reservatórios de água

Em maio, agentes da Vigilância em Saúde Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), como parte de operação para prevenir a propagação do mosquito transmissor da dengue, vedaram com tela 80 reservatórios de água de uso doméstico.
 
O telamento de caixas de água que não tinham tampa própria ocorreu em várias regiões, como: 11 na Central; 9 nos bairros Dona Rosa, Mangabeiras, Interlagos, Santa Helena e Paraíso na região Sudeste; 36 nos Danilo Passos I, Halim Souki, Vila Romana, São João de Deus II, São Luís, Espírito Santo e Niterói da região Nordeste; 14 nos bairros Jardinópolis, Floresta e Realengo localizados na região Sudoeste e ainda 10 nos bairros São Sebastião, Alvorada e Conjunto Habitacional Osvaldo Machado Gontijo, que fazem parte da Noroeste. 
 
Entre os imóveis visitados, os reservatórios de água foram vedados de forma gratuita. A vedação é procedimento econômico cujo material básico consiste em tela de proteção e arame galvanizado. 
 
Cuidado básico
 
Ao todo, a Vigilância Ambiental conta com mais de 100 agentes de endemias que trabalham em pontos da cidade ‒ cada qual visita em média 30 imóveis por dia. À medida que identificam reservatórios descobertos ou recebem denúncias da comunidade, a vedação é providenciada.
 
O mosquito Aedes Aegypti pode reproduzir-se rotineiramente em caixas d’ água descobertas, disse Juliano Cunha, supervisor-geral de Vigilância Ambiental, durante advertência sobre como o vetor da doença usa reservatórios que contêm maior quantidade de água para desovar. “Caixas de água são recipientes propícios à proliferação do Aedes aegypti quando descobertas”, disse. “Centenas de mosquitos podem reproduzir-se, já que o ciclo reprodutivo da fêmea é semanal. Portanto, os reservatórios devem ser vedados para evitar a proliferação.”
 
Casos de possíveis focos de mosquitos da dengue devem ser informados no App Divinópolis ou na Vigilância Ambiental pelo telefone 3229-6822.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!