Saúde promove curso para Serviço de Atenção Domiciliar

Postado em 12/12/2018 8:54

Saúde promove curso para  Serviço de Atenção Domiciliar

A Prefeitura de Divinópolis implanta, em 17 de dezembro, o Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), e os profissionais envolvidos na proposta começaram a receber a capacitação. O curso foi realizado na Universidade Federal de São João del-Rei (Campus Dona Lindu) e ministrado pela enfermeira Dayane Rios, da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

No curso de capacitação, desenvolvido pela Semusa, foram abordados temas que envolvem os procedimentos mais comuns nos cuidados domiciliares, a importância do envolvimento e da orientação de familiares, entre outros.

Nessa quarta-feira (11/12), será a apresentação do serviço aos enfermeiros da rede no auditório da UNA, às 13h30. Serão apresentados os procedimentos operacionais padrão da sala de vacinas. Em 17 de dezembro, será o início das atividades na Unidade Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto.  

A intenção do SAD é oferecer assistência e promoção à saúde no domicílio, dentro dos princípios do SUS.  A Atenção Domiciliar é uma forma de Atenção à Saúde com garantia da continuidade do cuidado e integrada à Rede de Atenção à Saúde.

O SAD contará com uma equipe multidisciplinar composta por médico, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta e assistente social. A equipe do Serviço de Atenção Domiciliar irá eleger os pacientes que estão em atendimento na UPA. Para admissão, serão necessários concordância da família, ter cuidador identificado e ter, no domicílio, infraestrutura física compatível com a realização da assistência domiciliar.

“Terão indicação de atenção domiciliar pacientes impossibilitados de se deslocar até um serviço de saúde que necessitem de cuidados e visitas mais frequentes, pacientes portadores de doença crônica com quadro clínico agudo sem necessidade de monitorização contínua, pacientes em cuidados paliativos e outras condições que demandam cuidados de complexidade intermediária, ou seja, que não necessitam de internação hospitalar, mas precisam de cuidados especiais”, explicou a enfermeira Dayane Rios.

A Secretaria Municipal de Saúde contou com a consultoria voluntária do professor Alexandre Ernesto Silva, enfermeiro mestre e doutor na temática de cuidados paliativos e pesquisador voluntário da Fiocruz, que representa a Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu. 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics