Reunião Especial da Acasp debate situação do Centro Integral de Saúde São Bento Menni

Postado em 30/10/2019 15:26

A Acasp (Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública) realizou nesta quarta-feira (30), uma reunião especial no Centro Integral de Saúde São Bento Menni. Além da discussão de temas relacionados à segurança pública, os presentes conheceram um pouco do trabalho desenvolvido pela instituição no atendimento a pessoas com transtornos mentais.

Um dos assuntos discutidos na reunião foram os atendimentos da clínica pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, a instituição não está credenciada para atendimentos pela rede pública, mas exerce um papel importante nos atendimentos relacionados a saúde mental em Divinópolis e região. Segundo a representante legal do Centro Integral de Saúde São Bento Menni, Irmã Luzia Guadalupe da Silva, a instituição funciona como uma espécie de “UTI” na rede de atenção à saúde mental. Ela espera uma posição das secretarias municipais de saúde de cidades da região para que o trabalho continue como referência. “Temos como alternativa uma grande ação intermunicipal das secretarias de saúde, que (elas) pudessem colocar como referência de saúde para internação desses 53 municípios a clínica São Bento Menni. Este papel estamos fazendo há 39 anos, que completamos agora, e estamos dando uma grande resposta as necessidades dos doentes mentais e atenção as famílias, tanto ambulatorial como internação psiquiátrica”, acrescentou.

Irmã Luzia também comentou sobre os atendimentos realizados pela instituição, inclusive os atendimentos gratuitos. “Já estamos fazendo um bom papel aqui. Hoje nós atendemos convênios particulares, um caso ou outro realmente particular, e também fazemos 20% da nossa receita para gratuidade. Atendemos em média oito pacientes em gratuidade no intuito de fazer com que as pessoas que não tenham condições de pagar recebam esse tratamento”, pontuou.

A representante legal acredita que após a reunião da Acasp, possam surgir alternativas para que a Clínica São Bento Menni possa retomar os atendimentos pelo SUS e contribuir com o trabalho, que reflete direta ou indiretamente na segurança pública, como as ações de prevenção ao suicídio, situações ligadas a dependência química. “Hoje, com a reunião da Acasp, acredito na grande força da segurança pública, com pessoas habilitadas, capacitadas em conhecer sobre a legislação e aquilo que é obrigação do município, estado e federal em atender pessoas com transtorno mental. Creio que desta reunião possa sair uma grande força, que faça um movimento para colocar a clínica no seu espaço de continuidade na atenção à saúde mental”, explicou.

O presidente da Acasp, Breno Clementino parabenizou a instituição pelo trabalho nestes 39 anos e pediu que a população conheça o papel da clínica em Divinópolis e região. “O trabalho é excepcional, as pessoas precisam conhecer o que é feito aqui e principalmente valorizar, pois pode refletir na segurança pública, como as ações de prevenção ao suicídio”.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!