Prefeitura explica fiscalização da Vigilância na UPA após denúncia de medicamentos alternativos para intubação - Portal MPA

Publicidade

Prefeitura explica fiscalização da Vigilância na UPA após denúncia de medicamentos alternativos para intubação

Postado em 10/06/2021 12:15

Prefeitura explica fiscalização da Vigilância na UPA após denúncia

Foto: Reprodução Instagram/ Prefeitura explica fiscalização da Vigilância na UPA após denúncia

A Prefeitura de Divinópolis realizou nesta quinta-feira (10/06), uma coletiva de imprensa sobre Gestão da UPA pela IBDS, fiscalização da Vigilância Sanitária na UPA e sobre denúncias relacionadas aos medicamentos alternativos para intubação de paciente com Covid 19. Participaram da reunião o Prefeito Gleidson Azevedo, Diretora de Vigilância em Saúde Erika Camargos e Leandro- Procurador Geral do Município.

Na ocasião, a Diretora de Vigilância em Saúde, Erika Camargos, disse que a Prefeitura recebeu a denúncia sobre medicamentos e equipamentos que estavam servindo como alternativa para intubação dos pacientes de Covid 19. Segundo ela, foi constatado um problema no compressor de rede de gases, pois este, não estava conseguindo manter oxigenação certa. “Algumas bombas voltavam ao normal, mas algumas não. Nesse sentido, após encontrar problemas no compressor, a Vigilância deu prazo na última sexta-feira de sete dias, para a UPA providenciar bombas suficientes. Na segunda-feira, foi dado o prazo de 24 horas para a UPA apresentar dados de pacientes que estavam tendo problemas com esse equipamento, mas a UPA não cumpriu com esses dados. Na quarta-feira, voltamos a UPA e as irregularidades não foram sanadas. A Vigilância então pediu a suspensão de todas as novas internações na UTI de hospital de campanha, ou seja, a porta de entrada da UPA estaria aberta, e aqueles pacientes que estavam na UTI deveriam ser reavaliados por causa dos equipamentos e poderiam ser transferidos; e teria até hoje, às 7h da manhã para pedir a transferência desses pacientes para a região”, explicou.

Sobre os aparelhos que estavam apresentando problemas, Erika Camargos, disse que ao todo 7 pacientes estavam neles. Já sobre a transferência de pacientes, ela afirmou que não houve a transferência ainda. Ela completou dizendo que os pacientes não ficarão desassistidos e a UPA já está providenciando essa troca de equipamentos. 

O Prefeito Gleidson Azevedo, detalhou que a partir de agora se tiver alguma coisa de errado com os equipamentos, os responsáveis serão exonerados. Ele agradeceu a comissão de saúde da câmara que apresentou a denúncia e a Vigilância pela fiscalização.

O Procurador Geral do Município, Leandro, acrescentou que a IBDS se prontificou a corrigir a falha e que não há risco contra a vida dos pacientes que estão na Unidade de Saúde. “Deve ser trocado o compressor, que deve chegar hoje ou amanhã, e assim que chegar deve ser instalado”, finalizou o Procurador. A reportagem completa você pode acompanhar também no Jornal Candidés, às 19h. VEJA MAIS FOTOS:

 

Prefeitura explica fiscalização da Vigilância na UPA após denúncia

Foto: Reprodução Instagram/Prefeitura explica fiscalização da Vigilância na UPA após denúncia (Diretora da Vigilância Epidemiológica Erika Camargos)

Prefeitura explica fiscalização da Vigilância na UPA após denúncia

Foto: Reprodução Instagram/Prefeitura explica fiscalização da Vigilância na UPA após denúncia (Procurador Leandro)

 

RELEMBRE REPORTAGENS:

Denúncia: UPA de Divinópolis esta há três dias sem kit intubação e estão usando medicamentos alternativos

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
antes do if

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade