Prefeito faz defesa do Geoprocessamento e reúne com vereadores para esclarecer correções - Portal MPA

Publicidade

Prefeito faz defesa do Geoprocessamento e reúne com vereadores para esclarecer correções

Postado em 12/11/2021 10:45

O prefeito de Divinópolis, Gleidson Azevedo, esteve nesta sexta-feira (12/11), no Programa Bom Dia Divinópolis, na Rádio Minas 104,1. Na ocasião, um dos temas tratados foi o Geoprocessamento.

De acordo com Gleidson Azevedo, o projeto de geoprocessamento não foi ele que elaborou, o projeto é da gestão passada, sendo que a atual gestão é obrigada a colocar em prática. “Os prefeitos são obrigados, no entanto, a atualizar o geoprocessamento. Se fosse outro prefeito que tivesse aqui no meu lugar, ele teria que também tomar essa atitude, fazer e executar a lei”, afirmou o Chefe do Executivo.

O presidente da Câmara Municipal de Divinópolis, Eduardo Print Júnior, que também participou da entrevista, explicou que foi aprovado em 2019, e não é simplesmente atualização do valor do imóvel, o geoprocessamento vai além disso. “Eu fui defensor desse projeto na Câmara porque é um projeto que traz para equipe técnica da Prefeitura, denúncias de lotes, invasão de lotes, outras denúncias em tempo real. E quem comprou uma casa de 100 metros quadrados há 10 anos atrás e hoje, fez alguma alteração nessa casa, ou seja, ampliou algum cômodo da casa, e não avisou a Prefeitura sobre essa alteração, essa pessoa está na residência de forma irregular. Ele teria que ter ido na prefeitura falar sobre essa alteração e como a população não fez isso, no IPTU na guia na primeira folha, o valor total é X, aumenta os metros quadrados, e sobe o IPTU. Eu fiz isso na minha casa, eu aumentei uma área gourmet, o geoprocessamento pegou minha residência também, eu tenho que ir na Prefeitura regularizar minha situação, a Prefeitura dá a anistia e fica correto”, explicou Eduardo Print Júnior.

O presidente da Câmara Municipal ainda acrescentou que não arrepende  de ter votado o geoprocessamento e disse que votaria de novo. “Se o povo fosse honesto e ampliasse a sua casa e avisasse a Prefeitura, não precisava desse geoprocessamento”, acrescentou Print Júnior.

Questionado se o Geoprocessamento, pode afetar família de baixa renda, o Prefeito Gleidson Azevedo, disse que não, se a família comprovar essa baixa renda, não vai afetar. Vale ressaltar que hoje (12/11), tem reunião marcada entre o Prefeito e os vereadores para debater o geoprocessamento, com o intuito de encontrar caminhos justos. Acompanhe a entrevista do Prefeito Gleidson Azevedo:

 

Relembre reportagem:

Geoprocessamento deve gerar acréscimo de 12 milhões na arrecadação do município, 7 mil notificações já foram entregues