Orquestra Jovem de Divinópolis abre novas vagas

Postado em 07/02/2018 14:18

O projeto Orquestra Jovem de Divinópolis está com inscrições abertas para 2018. Serão oferecidas bolsas gratuitas para crianças e adolescentes dos 08 aos 16 anos. Não é necessário ter experiência musical nem mesmo instrumento para começar: basta dedicação e vontade de aprender, que o instrumento o projeto empresta.

As inscrições devem ser realizadas pelo site www.orquestrajovemdivinopolis.com.br, até o dia 20 de fevereiro. Há vagas para os instrumento de cordas nas seguintes categorias: violino (para jovens de 10 à 14 anos), viola de orquestra (para jovens de 14 a 16 anos), e violoncelo (jovens de 10 a 12 anos). Será formada também turma para iniciação musical através do coral ou flauta doce (crianças dos 08 aos 10 anos).

A prova de seleção será realizada no dia 23 de fevereiro, no Centro Pastoral do Santuário de Santo Antônio ( Av 1º. De Abril 655 – Divinópolis). “É uma prova simples, que não exige conhecimento musical. Serão avaliadas questões como ritmo, coordenação motora, percepção de tonalidades e outras”, afirma a coordenadora do projeto Franciane curi. Os candidatos devem comparecer nos períodos da manhã ou tarde, de acordo com a escolha do turno no momento da sua inscrição, levando lápis e borracha.

O resultado será publicado no site e no face book do projeto no dia 28 de Fevereiro, e as aulas terão início no dia 2 de março.

Segundo a coordenadora do projeto, é importante que as pessoas leiam com atenção o regulamento do projeto antes da inscrição. Se ainda restarem dúvidas, é só mandar um email para franciane@orquestrajovemdivinopolis.com.br, ou fazer contato pela facebook.

O Projeto Orquestra Jovem de Divinopolis

Pesquisas mostram que aprender a tocar um instrumento na infância melhora funções cerebrais ligadas a habilidades como memória, organização e controle das emoções.  “O estudo dos instrumentos leva o ser humano ao nível mais complexo de concentração do cérebro, que é a atenção executiva. É preciso ter foco e disciplina para aprender a ler partituras e marcar o tempo”  explica a pesquisadora Elvira Souza Lima, especialista em neurociência e música,“e os ganhos se mantêm por toda a vida, mesmo que a criança pare de tocar o instrumento depois”.

As atividades regulares oferecidas pelo projeto consistem em aula de instrumento, que tem por objetivo desenvolver a prática instrumental, a performance e a interpretação musical do estudante em aulas coletivas e individuais, aula de percepção musical, onde aprendem conceitos da teoria musical e prática de conjunto/orquestra, onde os alunos desenvolvem a prática musical coletiva, fundamental para o desenvolvimento do sentido de cooperação, integração, e socialização.

O projeto oferece também atividades complementares, que visam proporcionar ao estudante informações e experiências que oferecem suporte a compreensão, análise crítica, contextualização e sensibilização. Inclui acesso coletivo a concertos, teatros e programações culturais, na cidade e fora dela também. Além disso, os alunos se apresentam regularmente em eventos da cidade ou eventos próprios.

Hoje o projeto já conta com um núcleo de alunos avançados, que formam a Orquestra Jovem de Divinópolis, que vem fazendo diversos concertos em Divinópolis e também em Belo Horizonte e cidades vizinhas.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com