Ibama diz não ter recebido de Divinópolis nenhum plano de manejo das capivaras

Postado em 11/09/2018 19:52

A febre maculosa, transmitida pelo carrapato, tem assustado a população divinopolitana e as capivaras acusadas de trazer ao perímetro urbano os aracnídeos. Assim, o controle populacional e manejo dos mamíferos seria uma medida resolutiva e permanente da questão. Até então a dificuldade para fazer essa mudança era uma autorização do Ibama. Em contato com o órgão em Belo Horizonte, a assessoria de imprensa disse desconhecer qualquer pedido ou plano de Divinópolis para lidar com o problema.

Segundo a assessoria de imprensa do Ibama, o manejo das capivaras é feito em outras cidades, como em Belo Horizonte e Viçosa. Existe é a necessidade de um pedido, protocolado e anexado o plano de manejo, ou seja, como se dará toda a ação e quem fará a execução. Até na última quinta-feira este pedido não constava e se foi feito posterior a essa data deve estar em processo de análise.

Após apresentação do plano, o Ibama poderá fazer recomendações, aprovações ou reprovações, mas o principal é apresentar este documento como forma eficaz para a resolução, explicou Valdo Veloso, da comunicação do Ibama. A cidade de Belo Horizonte, por exemplo, está na execução.

Nossa reportagem entrou em contato com a Vigilância em Saúde de Divinópolis, para sabermos se houve o encaminhamento de tal plano ou se pensa na elaboração dessa medida. A Semusa orientou a entrar em contato com a comunicação, onde não conseguimos encontrar a pessoa indicada e da qual aguardamos retorno. 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics