Publicidade

Estado requisita compra de medicamentos e preocupa Divinópolis que tem estoque para mais 2 semanas

Postado em 30/03/2021 9:29

O Secretário Municipal de Saúde de Divinópolis, Alan Rodrigo, participou do Programa Bom Dia Divinópolis, nesta terça (30), para atualizar dados da área da saúde.

Alan Rodrigo tem priorizado ir mais na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Divinópolis, mais a noite e deparou com situação na última semana com pacientes em corredores. Segundo ele, vendo essa situação na UPA, teve que fazer transferências de pacientes ao Centro Integral de Saúde São Bento Menni. “Com essas transferências, houve uma melhoria nesse sentido de pacientes acomodados. São 147% de ocupação na enfermaria para cada 10 leitos. Nós temos um equipamento denominado “Y” que ligamos na bala do oxigênio, para que o oxigênio possa ser ligados em duas pessoas, mas esse equipamento está em falta. A gente chegou no pior momento da pandemia que não queríamos ter chegado, estamos buscando estratégicas e parcerias, mas os próprios hospitais privados já sinalizaram que não podem receber pacientes. É hora da população entender que não é o momento de festejar”, contou.

Sobre os medicamentos do Kit de entubação, o Secretário relatou que corre o risco de Unidades de Saúde da cidade, ficar sem esses medicamentos. Ele explicou que os anestésicos, por exemplo, foram comprados para o hospital de campanha, a Secretaria faz a compra, mas o Ministério  da Saúde faz a requisição administrativa desses medicamentos, para depois distribuir essas requisições aos municípios, porém, o que tem acontecido é que o Ministério de Saúde está demorando para fazer essa distribuição. “Estamos comprando medicamentos todos os dias, mas não esta havendo a distribuição por parte do Ministério da Saúde. Onde está sendo colocado esses medicamentos?. Essa falta de insumo hoje, nós temos problemas maiores do que somente pensar no estoque. O Hospital São João de Deus tem nos ajudado muito. Espero que o Ministério finaliza alguma coisa nesse sentido de distribuir esses medicamentos para Divinópolis. Tempo médio de entrega de medicamentos são 4 dias no hospital de campanha”, explicou.

Advertisement

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!