Publicidade

Divinopolitana internada no hospital Biocor em BH precisa de doações de sangue

Postado em 31/05/2020 12:53

Uma divinopolitana faz o pedido de doação de sangue para o plasma. A divinopolitana está internada no hospital Biocor em Belo Horizonte, fazendo o tratamento de plasmaferese.

A plasmaferese (ou plasmaférese) é um tratamento médico no qual se usa uma máquina para remover elementos do plasma sanguíneo que possam ser responsáveis por algumas doenças.

Essa situação de pedidos de doações de sangue tem se repetido na cidade de Divinópolis e no Estado. Com a pandemia, houve queda de doações.

Atenta  à preocupação de doadores e com a população em geral com a pandemia, vale ressaltar, que a Fundação Hemominas vem implementando vários procedimentos para tornar mais seguros os processos relacionados à doação de sangue e assegurar, ao doador, um ambiente controlado para que possa exercer sua solidariedade com mais tranquilidade.

Nos últimos meses, todas as unidades da Hemominas estão enfrentando queda significativa nos estoques de sangue devido a diversos fatores, como as fortes chuvas e feriados prolongados. Com o impacto do coronavírus, o quadro se agravou. Agora, mais do que nunca, é preciso doar.

Caso contrário, pacientes hematológicos atendidos pela Hemominas em todo o estado, assim como todos aqueles que estão nos hospitais na dependência de transfusões, ficam duplamente fragilizados: pelo vírus em si e pela falta de sangue e hemocomponentes necessários à sua sobrevivência.

Com relação ao doador e pacientes, entre as medidas de higienização e prevenção, a fundação informa que é parte de seu protocolo a obrigatoriedade do uso do álcool 70% –  gel ou líquido – nas mãos para qualquer doador ou pessoa que entre nas unidades. Na rotina de funcionamento, só serão o aceitas caravanas de doadores de, no máximo, dez pessoas. Além disso, as áreas de espera das unidades e as salas de coleta do sangue foram reorganizadas, de forma a garantir um distanciamento mínimo de 1 metro entre as pessoas.

Outra medida adotada é de que todos os pacientes atendidos nos ambulatórios hematológicos deverão receber máscara cirúrgica para uso durante a permanência nas dependências da fundação. Também os funcionários – que devem cumprir as normas de proteção estabelecidas pelo Ministério da Saúde, em especial a lavagem das mãos – deverão utilizar máscara cirúrgica e avental descartável para a assistência de pacientes com sintomas gripais/respiratórios. Após cada atendimento, serão reforçadas, ainda, limpeza e desinfecção da unidade e das cadeiras onde os pacientes permaneceram.

Internamente, outras normas foram estabelecidas: aumentar a frequência da limpeza e desinfecção dos locais com maior circulação, como bancada de portaria, bancada de cadastro, maçanetas e corrimãos; ampliar a frequência da limpeza e desinfecção de banheiros; lacrar o bico dos bebedouros, mantendo apenas a fonte que não implica contato com a boca do usuário; cartazes em todos os banheiros com orientações de como lavar as mãos. Nos setores de cadastro, onde não há vidro de separação, deverá ser mantida a distância mínima de 1 metro entre o funcionário e o doador/paciente.

Em Divinópolis:

O hemominas funciona na Rua José Gabriel, número 221 – Bom Pastor, Divinópolis – MG, 35500-139. Telefone para mais informações: 037 3216 6500. 

 
BH:
O telefone para mais informações é (31) 3281-3842.

Publicidade
Veja também
Noticias relevantes:
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!