Divinópolis tem mais um caso suspeito de varíola dos macacos; são 8 no Centro-Oeste de Minas - Portal MPA

Publicidade

Divinópolis tem mais um caso suspeito de varíola dos macacos; são 8 no Centro-Oeste de Minas

Postado em 05/08/2022 19:31
Publicidade

varíola do macaco. Imagem Ilustrativa.

 

Divinópolis tem mais um caso suspeitos de varíola dos macacos. É o segundo da cidade. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) divulgou nesta sexta-feira, 05, o boletim atualizado. Na região Centro-Oeste, Bom Despacho, Itaúna, Nova Serrana, Pará de Minas, Pompéu e Santo Antônio do Monte tem um caso suspeito cada. 

A prefeitura disse que o paciente foi atendido na UPA. é um homem, adulto, já em isolamento Na última quarta, 03, a Semusa informou que um adolescente de 15 anos foi atendido com suspeita da Monkeypox na Unidade de Atenção Primária à Saúde (UAPS) do Centro Social Urbano (CSU). Ele segue isolado em domicílio.

O primeiro caso da doença na região foi confirmado em Bom Despacho. O município divulgou na quarta-feira que o caso suspeito investigado na cidade teve resultado positivo para a doença. O paciente de 42 anos está estável e em isolamento domiciliar e as equipes de saúde seguem monitorando o caso.

Ainda segundo a SES, 81 casos da doença foram confirmados em Minas Gerais. Todos  são do sexo masculino, com idades entre 21 e 55 anos, em boas condições clínicas. Outros 158 casos foram descartados, 291 são suspeitos e 2 casos foram classificados como provável. 

Um homem de 41 anos morreu no dia 28 de julho. Ele testou positivo para Monkeypox e estava em acompanhamento hospitalar para monitoramento de outras condições clinicas graves, ele tinha câncer. A vítima morava em Belo Horizonte e natural de Pará de Minas.

A transmissão da Varíola dos Macacos se dá, principalmente, por meio de contato pessoal com secreções respiratórias, lesões de pele de pessoas infectadas ou objetos recentemente contaminados. O tratamento consiste em medidas de suporte com o objetivo de aliviar os sintomas, dor e prurido, e prevenir complicações. A grande maioria dos casos não apresentam gravidade. O período de incubação e geralmente de 6 a 16 dias, podendo chegar a 21 dias.

Publicidade