Publicidade

Comitê aprova Matriz de Estratégia de Mapeamento de Risco para enfrentamento a Covid-19

Postado em 18/06/2020 8:27

A Matriz de Estratégia de Mapeamento de Risco para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Sars-cov-2) no município, apresentada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) ao Comitê de Enfrentamento a Covid 19, foi aprovada nesta quarta-feira (17/06). O objetivo é orientar e nortear as ações de flexibilização das atividades do município, no sentido de equilibrar os riscos devido a pandemia bem como os riscos inerentes aos isolamentos e distanciamentos sociais preconizados na contenção da disseminação da Covid 19, com os prejuízos econômicos, sociais e de saúde.

A matriz foi elaborada e adaptada conforme as orientações do Boletim Epidemiológico nº 11, do Ministério da Saúde, desta quarta-feira. O documento leva em consideração o coeficiente de incidência como ameaça e a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid 19 como vulnerabilidade.

A ferramenta auxilia para o risco a partir da avaliação de ameaça, exposição e contexto, combinando a estimativa da probabilidade com a estimativa das consequências. Como a maioria das avaliações de risco de eventos agudos de saúde pública é qualitativa, as categorias usadas na matriz não se baseiam em valores numéricos, mas em amplas definições descritivas de probabilidade e consequências. Uma vez avaliada as condições de ameaça e vulnerabilidade, um nível de risco deve ser atribuído. Para que haja mudança. Compete ao Comitê de enfrentamento ao Covid 19 atribuir o risco, conforme a matriz.

O Secretário de Saúde, Amarildo Sousa, informou que as reuniões do comitê são realizadas semanalmente e a cada uma, o comitê avaliar várias situações para tomada de medidas. Ele reforça que a criação da matriz trará uma base mais sólida para estas decisões.

“Estamos nos reunindo periodicamente e analisamos se a medidas tomadas estão no caminho certo, se os prazos precisam ser estendidos, se o sistema municipal de saúde está conseguindo atender a demandas e em conjunto, com profissionais preocupados com Divinópolis, elaboramos estratégias para conduzir essa epidemia da melhor maneira possível. A matriz, como base estratégica, nos fortalece, pois podemos avaliar o risco dentro de um quadro real e detalhado, podendo analisar com cautela seguindo as orientações do Ministério da Saúde”, afirmou Amarildo.

A Matriz de Estratégia de Mapeamento de Risco será publicada no Diário Oficial dos Municípios na próxima sexta-feira (19/06) e terá validade após a publicação.

 

 

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!