Censo previdenciário da Prefeitura de Divinópolis termina nesta quinta-feira e mais de 430 servidores ainda estão pendentes - Portal MPA

Publicidade

Censo previdenciário da Prefeitura de Divinópolis termina nesta quinta-feira e mais de 430 servidores ainda estão pendentes

Postado em 21/12/2021 14:39

 

O prazo para todos os servidores municipais de Divinópolis realizarem o cadastramento do Censo Funcional Previdenciário termina nesta quinta-feira (23). No entanto, de acordo com o  Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram), até esta terça (21), 436 servidores ainda estão não realizaram o censo ou têm alguma pendência. O censo é  obrigatório e deve ser feito por todos os servidores de órgãos e entidades da administração direta, indireta, fundacional e autarquias.

A presidente do Sintram, Luciana Santos, lembra aos servidores que o salário poderá ser suspenso para aqueles que perderem o prazo. “Apelamos a esses servidores que façam o censo o mais rápido possível, pois a data limite se aproxima e as regras são claras na definição de que o salário pode ser suspenso para quem perder o prazo. Felizmente essa medida extrema ainda não foi tomada, mas isso pode acontecer a qualquer momento. Essa medida causa muitos transtornos. O censo é feito pela internet é rápido e não tem jeito, tem que fazer mesmo porque é obrigatório para todos os servidores que estão na ativa. Nossos servidores têm dois dias para fazer isso e evitar aborrecimentos”, destaca a presidente.

Clique aqui para realizar o censo

O censo cadastral e previdenciário é obrigatório e o servidor que não realizar o procedimento dentro do prazo estipulado pelo Diviprev pode ter o salário suspenso, situação que prevalecerá até que o cadastro seja regularizado. Segundo o Diviprev, o censo permitirá a atualização e consolidação do banco de dados cadastrais dos segurados do Instituto, permitindo o cruzamento destas informações com dados de outros sistemas previdenciários, principalmente os administrados pelo Ministério da Previdência e Assistência Social. O censo previdenciário permitirá a integração de sistemas e bases de dados e melhoria da qualidade dos dados dos segurados “objetivando a efetivação da avaliação atuarial consistente e garantia na agilidade da concessão de aposentadoria e pensão por morte”.

Conforme cronograma do Censo Funcional e Previdenciário, os servidores lotados na Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) deveriam ter realizado o censo no período de 25 de outubro a 12 de novembro e os servidores da Educação tiveram de 13 de novembro a 3 de dezembro para o cadastramento. Entretanto, nestas duas secretarias, apesar do prazo já esgoto, ainda há servidores pendentes.

De acordo com relação do Diviprev, até a manhã desta terça-feira (21), 35 servidores da Semusa ainda não haviam realizado o censo. Clique aqui e veja a relação dos servidores da Semusa pendentes.

Já na Secretaria Municipal de Educação, 51 servidores continuam pendentes. Veja a lista.

Entre os servidores das demais secretarias, cujo prazo de cadastramento começou no dia 3 de dezembro, 350 ainda estão pendentes. Veja a relação completa.