Publicidade

Cemig cria ferramenta para novas conexões de empreendimentos fotovoltaicos

Postado em 01/07/2020 8:45

A Cemig desenvolveu uma ferramenta online em seu portal para novas conexões de empreendimentos fotovoltaicos de geração distribuída. O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica é uma plataforma que indicará a capacidade da rede elétrica de uma região da área de concessão da empresa para receber novas cargas oriundas de minigerações, e é uma iniciativa da empresa juntamente com o Governo do Estado.

A criação da ferramenta é mais uma ação da Cemig no sentido de alavancar o crescimento das conexões de GD no estado, em atendimento a uma necessidade crescente de diversos potenciais novos clientes e do Governo Estadual em atender a esta demanda energética. Atualmente, Minas Gerais representa cerca de 20% das conexões de GD no Brasil, com mais de 40 mil unidades já conectadas à sua rede de distribuição.

A divulgação da nova ferramenta aconteceu  na Cidade Administrativa e contou com a participação do Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e do diretor presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi.

Advertisement

De acordo com levantamento da Federação das indústrias de Minas Gerais (FIEMG), para cada gigawatt de energia instalado no estado, a estimativa é de que 18 mil empregos formais serão gerados e cerca de R$ 874 milhões serão incorporados ao PIB mineiro. Segundo a instituição, nos próximos três anos, 134 mil novos postos de trabalhos podem ser criados em Minas com investimento em energia renovável. 

O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica Cemig foi desenvolvido pelo técnico de Planejamento Murilo Mendes Maia, da Cemig, com objetivo de aumentar a transparência e agilidade do processo de consulta de acesso de cargas e minigeracão. Dessa forma, o sistema pretende reduzir o prazo atual de 60 dias para apenas poucos cliques, além de possibilitar aos clientes localizar pontos com maior viabilidade técnica, menor custo e prazo para conexão.

“Com o crescimento da geração distribuída nos últimos anos, a Cemig precisou se adequar a essa demanda. Como o processo requer muitos estudos e análises, criamos o Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica para otimizar nossos processos e viabilizar a conexão desses empreendimentos. Além da facilidade na obtenção da informação, a ferramenta irá aumentar a transparência e agilidade nos estudos, além de direcionar os empreendedores para locais viáveis, com melhor aproveitamento dos ativos e redução de investimentos no sistema elétrico, o que consequentemente contribui para a modicidade tarifária”, afirma.

O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica contempla todas as mais de 400 subestações da Cemig no estado, A ferramenta classificará em quatro cores as subestações, de acordo com a disponibilidade de cada uma:

Verde – Há disponibilidade para atendimento;

Amarela – Disponibilidade está limitada ou condicionada a uma obra estruturante;

Vermelha – A capacidade de atendimento está 100% comprometida;

Cinza – A subestação está planejada para construção.

A ferramenta tem o objetivo de aprimorar o acompanhamento das conexões, reduzir os prazos de execução de obras e identificar a situação de cada ponto de conexão. Acompanhe abaixo o depoimento do Wagner Araujo Veloso, Gerente de Planejamento da Expansão e Distribuição da Cemig:

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!