Casos de síndrome de Guillain-Barré estão em tratamento em Arcos

Postado em 20/02/2016 12:39

Duas pessoas foram diagnosticadas recentemente com a síndrome de guillain-barré em Arcos. A primeira vítima seria uma mulher de 30 anos que recebeu os primeiros cuidados médicos em Arcos e posteriormente levada para Belo Horizonte. Atualmente, a mulher passa pelo processo de recuperação, sendo medicada e realizando sessões de fisioterapia.

Ao Portal Arcos, a mãe da paciente relatou que os médicos afirmaram que “o caso dela é grave e que estaria relacionado ao Zika Vírus”. Outro caso diagnosticado nesta semana é de um homem que esteve internado na Santa Casa de Arcos e também foi transferido para Belo Horizonte. A direção da Santa Casa confirmou que o caso está relacionado à síndrome de guillain-barré, porém, não informou se a síndrome estaria ligada ao Zika Vírus.

Para o diagnóstico, são necessários exames feitos em BH para estabelecer relação da doença com o vírus, pois também há a suspeita de que a síndrome esteja relacionada a fatores genéticos.

O que é Síndrome de Guillain-Barré?

A Síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune que ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca parte do próprio sistema nervoso por engano. Isso leva à inflamação dos nervos, que provoca fraqueza muscular.

Tipos

Antigamente, acreditava-se que a Síndrome de Guillain-Barré era uma doença de um tipo só. Agora sabe-se que ela pode ocorrer de diversas formas, como:

Polirradiculoneuropatia Desmielinizante Inflamatória Aguda (AIDP)

É o tipo mais comum nos Estados Unidos. O sinal mais comum dessa forma da doença é a fraqueza muscular que começa na parte inferior do seu corpo e se espalha para cima.

Síndrome de Miller Fisher (MFS)

Aqui, a paralisia começa nos olhos. A MFS também está associada ao caminhar instável e ocorre em cerca de 5% dos pacientes com a Síndrome de Guillain-Barré. É mais comum na Ásia do que em qualquer outro lugar no mundo.

Outros

Neuropatia Motora Axonal Aguda e Neuropatia Motor-sensorial Axonal Aguda são tipos menos comuns nos Estados Unidos e são mais frequentes na China, no Japão e também no México.

Causas

O Ministério da Saúde confirmou que a infecção pelo Zika Vírus pode provocar também à Síndrome de Guillain-barré. No Brasil, a ocorrência de síndromes neurológicas relacionadas ao vírus Zika foi confirmada após investigações da Universidade Federal de Pernambuco, a partir da identificação do vírus em amostra de seis pacientes com sintomas neurológicos com histórico de doença exantemática. Deste total, quatro foram confirmadas com doença de Guillain-barré.

Na síndrome de Guillain-Barré, o sistema imunológico de uma pessoa, que é responsável pela defesa do corpo contra organismos invasores, começa a atacar os próprios nervos, danificando-os gravemente.   

O dano nervoso provocado pela doença provoca formigamento, fraqueza muscular e até mesmo paralisia. A síndrome de Guillain-Barré costuma afetar mais frequentemente o revestimento do nervo (chamado de bainha de mielina). Essa lesão é chamada de desmielinização e faz com que os sinais nervosos se propaguem mais lentamente. O dano a outras partes do nervo pode fazer com que este deixe de funcionar completamente.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com