Casos de dengue de 2016 já superam os números do ano passado

Postado em 19/10/2016 15:42

De casa em casa os agentes de saúde trabalham diariamente no combate ao mosquito da dengue. As vistorias são regulares para retirar focos e repassar formas de prevenção. Em uma das casas, por exemplo, o que era pra ser uma armadilha para o Aedes aegypti, se tornou uma ameaça aos moradores.Depois de desmanchar a armadilha foi possível var a quantidade de larvas que estava no recipiente. 

Nessa semana diversos agentes estão emprenhados em fazer o levantamento rápido no índice do Aedes aegypti nos bairros. Neste ano já foram confirmados 4.919 casos, mais do dobro que no ano de 2015. Para medir o grau de risco após o levantamento de índice rápido do Aedes aegypti, o ministério da saúde divide em 3 categorias:

No ano passado, Divinópolis registrou 5,2% de risco. De todos os focos encontrados, 92,77% estavam em residências, 7,23% em lotes vagos. A região Nordeste registrou o maior índice. A Secretaria de Saúde alerta para os principais criados do mosquito. 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com