Advogado pede judicialmente a penhora de bens de ex-donos da Adimóveis

Postado em 13/01/2013 14:05

O advogado Bruno Franco Cançado conseguiu judicialmente a penhora dos alugueis dos imóveis pertencentes a Deusdete Fernandes Campos e sua esposa, Maria de Lourdes, ex-proprietários da falida locadora Adimóveis.. O bloqueio, decidido em primeira instância, ganhou recurso no tribunal em BH. Os analistas que acompanham o caso afirmam ser muito improvável a reversão em Brasília, pois o fundador da Adimóveis tem aposentadoria e seu nome consta em cerca de 280 processos como advogado. Deusdete também está tentando providências judiciais e pede a destituição do administrador da massa falida da Adimóveis (atual Somar), o advogado Luiz Carlos de Araújo. O pedido foi feito com base em decisão divulgada na última quarta-feira, pelo Tribunal de Justiça que pede reforma na decisão que autorizou Luiz Carlos a realizar acordos trabalhistas com ex-funcionários da imobiliária. Deusdete alega a prática de crime de patrocínio infiel, ou seja, na condição de responsável pela condução da massa falida, ele teria captado os processos trabalhistas de todos os funcionários da antiga Adimóveis para o escritório dele próprio, defendendo partes contrárias na mesma causa.  

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios