Seleção Brasileira espera o adversário das quartas de final

Postado em 24/06/2019 9:54

Equador e Japão duelam nesta segunda-feira, a partir das 20h (de Brasília), no Mineirão, pela terceira rodada do Grupo C da Copa América Quem vencer pega o Brasil nas quartas de final. Se der empate, os dois morrem abraçados, e o Paraguai se classifica para encarar a Seleção de Tite.

É o momento de as referências das equipes chamarem a responsabilidade e conduzirem suas seleções ao sonho da vaga nas quartas. De um lado, Enner Valencia. Do outro, Takefusa Kubo.

Aos 29 anos, Enner Valencia, atacante do Tigres (MEX), é a referência de gols da seleção equatoriana. Ainda sem vencer na temporada 2019, “la Tri” fez quatro gols em seis jogos disputados no ano. O “Superman” anotou dois deles, sendo um na Copa América.

Com 29 gols no total pela seleção, Enner Valencia vai atrás do recorde histórico do país. O maior artilheiro do time nacional do Equador – Agustín Delgado – tem 31 gols. Faltam dois para que o atacante revelado pelo Emelec e com passagens por West Ham e Everton (da Inglaterra) alcance a liderança do quesito. Ao lado do xará Antonio Valencia, Enner é a principal figura de uma seleção limitada comandada pelo colombiano Hernan “Bolillo” Gómez. E pode ser vital para a sobrevivência do Equador na Copa América.

Conhecido como “Messi japonês” e criado nas categorias de base do Barcelona, o jovem Kubo, de apenas 18 anos, é a estrela do Japão sub-23 que veio ao Brasil, ao lado do campeão da Premier League 2016, Shinji Okazaki. Diamante a ser lapidado, Kubo foi contratado pelo Real Madrid para a próxima temporada europeia, mas deve jogar no Castilla, o time B.

Elemento central de uma punição da UEFA conta o Barça, por contratação de atletas menores de idade, Kubo deixou a Catalunha e voltou ao Japão para ser destaque do FC Tokyo. Por lá, fazia parte do time que lidera a J-League, mas foi contratado pelo Real Madrid e se apresenta ao novo clube após a Copa América, sua primeira competição oficial com a equipe principal da seleção japonesa.

Local: Mineirão, em Belo Horizonte

Data e hora: segunda-feira (23/6), às 20h

Provável escalação do Equador: Domínguez; Velasco, Arreaga, Arboleda e Ramírez; Gruezo, Orejuela, Méndez, Romário Ibarra e Mena; Enner Valencia. Treinador: Hernán Gómez.

Provável escalação do Japão: Osaku; Iwata, Tomiyasu, Naomichi Ueda e Sugioka; Nakayama, Shibasaki, Nakajima, Kubo e Ito; Ayase Ueda. Técnico: Hajime Moriyasu.

Arbitragem: Jesús Valenzuela (VEN) apita o jogo, auxiliado por Luis Murillo (VEN) e Rodrigo Correa (BRA). O quarto árbitro será o colombiano Vilmar Roldan. No comando do VAR, estará o argentino Fernando Rapallini, auxiliado por Nicolas Gallo (COL) e Jhon Alexader León (COL).

 

 

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com