Publicidade

Para Felipe Conceição, problema do Cruzeiro em campo é só a arbitragem.

Postado em 07/06/2021 11:01

Felipe Conceição deixou o campo muito irritado após mais uma derrota do Cruzeiro. O time celeste perdeu para o CRB, por 4 a 3, no Mineirão, novamente com lances polêmicos. O treinador atacou a arbitragem, reclamou de “roubo” e pediu soluções para a CBF, responsável por escalar os árbitros da Série B do Campeonato Brasileiro.

A principal reclamação cruzeirense está relacionada a um lance aos 34 minutos do segundo tempo. Bruno José cruzou, o goleiro do CRB saiu mal, a bola tocou o peito de Gum e tomou a direção do gol. Frazan deu um carrinho próximo à linha, tirando a bola. Felipe Conceição também reclama de uma falta marcada de Rômulo no lance que gerou o quarto gol da equipe alagoana.

Advertisement

– Primeiro a questão da arbitragem, é o segundo jogo consecutivo na Série B que a gente é prejudicado e de maneira fatal do jogo. No último gol, não foi falta do Rômulo, me disseram que teve uma falta no Cáceres antes de ter a finalização. A bola entrou no nosso gol, então era um gol importante. O outro era um contra-ataque importante, não teria o quarto gol do adversário. Contra o Confiança é um pênalti. Então a gente tem que esperar algum movimento da CBF, alguma coisa para melhorar isso, porque não é possível. Até quando a gente vai trabalhar, trabalhar e ser prejudicado de maneira tão grotesca nos jogos de futebol?

“Aqui a gente trabalha todo dia de maneira honesta e tem um trio de arbitragem que vem e rouba a gente. Até quando a gente vai aguentar isso no futebol brasileiro? Que política é essa que a gente tem dentro do futebol que faz com que ajudem uns clubes e outros não. Eu só quero imparcialidade, não quero ajuda no Cruzeiro. Hoje se a gente não tivesse a interferência da arbitragem a gente tinha virado a partida”

Após duas rodadas da Série B, o Cruzeiro está em último lugar, com duas derrotas. No jogo de estreia, Conceição também reclamou da não marcação de um pênalti para a Raposa. Dessa vez, ele questionou uma bola que teria entrado no gol do CRB e foi tirada quase em cima da linha.

“O Cruzeiro foi prejudicado nos dois jogos. E esses seis pontos vai na conta de quem? Da equipe, do treinador, do presidente, do diretor? E a arbitragem? Hoje se a gente não tivesse a interferência da arbitragem a gente tinha virado a partida”.

Durante toda a coletiva após a partida, Conceição voltava a reclamar da arbitragem. Ele pede que a CBF tome providências para melhorar o nível dos árbitros e pede o uso do VAR também na Série B.

“É difícil, porque você é prejudicado em um lance capital que é o pênalti do Airton num jogo, e no outro, você espera que a CBF tenha uma atenção maior no seu quadro de arbitragem contra o Cruzeiro e nada. Não mudou nada, independente do local da arbitragem, de onde vem, é o mesmo nível. Um nível ruim, é um nível de arbitragem que está prejudicando. Então, ou a gente coloca VAR na Série B ou precisa colocar vários árbitros na geladeira para eles melhorar a qualidade deles”.

“A pergunta eu volto para a CBF: qual o peso de duas derrotas para o Cruzeiro no início de competição tão importante? Quem que vai pagar essa conta? É o peso, é o peso da CBF, porque nós fomos roubados nos dois jogos”

Outro fator abordado pelo treinador foram os erros individuais durante a derrota, como uma falha do zagueiro Ramon no terceiro gol do CRB. Conceição garantiu que vai corrigir as situações.

“Mas também tivemos erros individuais, não só nesse primeiro gol, em outros gols, e isso a gente vai procurar corrigir. Uma coisa é o sistema defensivo não funcionar, outra coisa são erros individuais que aí você tem que corrigir individualmente o atleta. Nós tivemos essa situação”.

O técnico celeste afirmou que considerou o Cruzeiro melhor em campo, apesar da derrota. Ele ressaltou que a equipe precisava atacar várias vezes para chegar a um gol, enquanto o adversário matava o jogo sempre que tinha oportunidade.

“Dentro do jogo normal a gente foi superior ao adversário. Parecia que o Cruzeiro atacava, atacava, atacava para construir os três gols que construiu e o CRB precisava de uma bola para fazer os seus. Foi um jogo assim, mas, que o principal, foram os erros da arbitragem, eu não tenho dúvida. Se a gente não tem a intervenção da arbitragem hoje, com certeza, a gente tinha saído com a vitória”.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!