O Interino “efetivo”, até a Copa América

Postado em 02/05/2019 10:39

O Galo estuda utilizar Rodrigo Santana como treinador até a paralisação do calendário brasileiro para a disputa da Copa América. Após quatro respostas negativas de treinadores, a diretoria quer manter o interino no cargo até encontrar um nome para a vaga de Levir Culpi, demitido após a goleada para o Cerro Porteño.

O clube não fala abertamente sobre a procura de um novo nome ou sobre os planos para o futuro. No entanto, crê que é possível segurar Rodrigo Santana até a primeira quinzena de junho, quando o Campeonato Brasileiro paralisa para a disputa do torneio entre seleções.

A diretoria já conversou com Tiago Nunes, que optou por seguir no Athletico Paranaense, Sampaoli, que não quer deixar o Santos, e Rogério Ceni, que recebeu uma oferta oficial, mas preferiu a sequência no Fortaleza. Por fim, Jorge Jesus foi consultado, mas quer trabalhar no futebol europeu.

Diante das negativas e sem um novo alvo, o diretor de futebol Rui Costa crê que é possível manter o interino até que haja um nome à disposição no mercado da bola. Alguns treinadores do futebol brasileiro são monitorados. Mas ainda não há um escolhido.

Rodrigo Santana trata a permanência no clube por mais tempo como uma possibilidade. Ele não descarta nem ser efetivado no cargo que ocupa desde 11 de abril, data da demissão de Levir Culpi.

“Eu quero ajudar o Galo da melhor forma. Se a diretoria achar que tenho que permanecer (no comando do time principal) ou ficar como auxiliar ou retornar para o sub-20, quero estar com consciência tranquila. O grupo está respondendo muito bem. Vim na intenção de poder ajudar o Galo. Trabalhei oito anos como treinador profissional, em clubes menores. Agora vejo o tamanho da dimensão do Atlético. A facilidade para obter informações também facilita meu trabalho”.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com