Publicidade

No Atlético, alguns jogadores não tem chance no elenco. Sampaoli explica o porque.

Postado em 17/08/2020 13:22

Nas mudanças constantes de Jorge Sampaoli, algo que ainda não mudou no Brasileirão foi a lista de jogadores fora dos planos do técnico do Atlético. Neste momento, Otero, Dylan Borrero e Maílton não captaram a filosofia de jogo do argentino e seguem fora do banco de reservas.

Outro elemento dispensado por Sampaoli dos compromissos atleticanos é o meia-atacante Cazares. O antigo camisa 10 da equipe poderia ser o natural substituto do lesionado Nathan. Na coletiva de imprensa pós-vitória contra o Ceará, o treinador afirmou que Cazares se distanciou do Galo “por um monte de fatores”. Ele tem contrato até dezembro de 2020 e, de acordo com Sampaoli, Cazares voltará a jogar, mas “em algum outro lugar”.

“(Nathan) É um jogador que tem muita chegada, gols, rompe linhas. Cazares está em outro terreno, já está mais vinculado a ser emprestado, por um monte de fatores que nós, por um funcionamento desportivos, saímos um pouco dele. Espero que tenha a oportunidade de jogar, mas que o faça em algum outro lugar, a qualquer momento” – afirmou Sampaoli.

Otero havia estado no banco de reservas em outras partidas, tendo feito dois jogos (como reserva) na era Sampaoli. Curiosamente, ele foi protagonista da vitória do Galo diante do Cruzeiro, no último jogo alvinegro antes da chegada do técnico argentino. Agora, segue fora dos planos e tende a ser emprestado ao Corinthians.

Maílton não está de saída – pelo contrário, seu concorrente, Guga, é quem pode ser negociado – mas é outro que se ausentou das convocações nestas três primeiras rodadas de Brasileirão. Segundo Sampaoli, o lateral-direito e o venezuelano não assimilaram as ideias de jogo.

“Estão procurando um lugar de desenvolvimento, atrás de uma ideia. Há alguns jogadores que assimilam rápido, outros que demoram um pouco e há os que nunca assimilam. Então, isso só será feito no desenvolvimento do dia a dia”.

Sobre Dylan Borrero, jovem meia-atacante de 18 anos, a paciência seria a palavra de ordem: “Indubitavelmente, se ele não está aqui, é porque não está pronto. Se tivesse pronto, estaria aqui”, comentou Sampaoli.

Pelo lado do Corinthians, depois do empate sem gols com o Grêmio, o técnico Tiago Nunes deixou claro que ainda falta um atacante de velocidade para dar mais profundidade ao time e ajudar Jô na frente. Otero surge como uma peça que pode preencher essa lacuna.

O Timão, porém, ainda adota cautela já que não pretende gastar com a contratação, e estuda e melhor forma de concretizar o negócio. Janderson deve ser negociado por empréstimo já que não vem agradando a comissão técnica. Everaldo perdeu espaço e Mateus Vital e Ramiro têm mais características de meias do que de pontas, embora venham jogando na posição ofensiva.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!