Sport bate Atlético na Ilha do Retiro e Galo segue sem mostrar grande efetividade

Postado em 30/05/2018 19:38

Foi um jogo de cinco gols. No fim, o Sport venceu o Atlético, por 3 a 2, na noite desta quarta-feira, na Ilha do Retiro, em duelo válido pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

O resultado foi bastante positivo para o Sport, que chegou a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 14 pontos somados. Já o Atlético, estacionou nos 13 tentos e chega a sua segunda derrota seguida. A equipe há duas rodadas era líder, agora está na quarta posição.

O duelo na Ilha do Retiro teve emoção. O Galo em alguns momentos dominou, o Sport em outros. A equipe da casa abriu o placar, depois sofreu a virada. No entanto, com duas chegadas, o Leão voltou a virar e conseguir o triunfo.

O Galo agora volta a Belo Horizonte para enfrentar a Chapecoense, no sábado, às 16h (de Brasília), no Independência. Já o Sport vai ao Sul, enfrenta o Internacional, no Beira-Rio, no mesmo dia e horário.

Primeiro tempo

O Sport não demorou para dar o primeiro susto no Galo. Logo no minuto inicial, a equipe do Recife chegou por duas vezes, ambas com perigo, mas não finalizou contra a meta do goleiro Victor. Em uma delas, ficou a reclamação de toque na mão de Fábio Santos, mas o árbitro nada marcou.

É necessário entender a ansiedade do Sport. A equipe iniciou o Campeonato Brasileiro com questionamentos. No entanto, começou a crescer de rendimento quando o técnico Claudinei Oliveira assumiu o comando técnico da equipe. Após isso, até o Palmeiras, em São Paulo, a equipe do Leão bateu.

O Galo, por sua vez, chegou ao jogo após perder em casa para o Flamengo. Junto com a derrota, a queda na tabela e a perda da liderança do torneio nacional. Por isso, embora tenha sido agredido no primeiro minuto, o Galo respondeu.

Aos 3 minutos, Roger Guedes recebeu a bola na área e tentou a finalização. Na jogada seguinte, Ricardo Oliveira recebeu a bola na área e chutou forte. A redonda parou na defesa do Sport.

No desenho tático, o Atlético fazia com que Luan atuasse praticamente como um terceiro homem do meio campo. O jogador buscava a bola na defesa e ajudava Cazares na saída de bola. Aliás, em alguns momentos, o equatoriano ficava até mais próximo dos atacantes.

E o Galo passou a ficar mais presente no ataque. O Sport lutava bastante no meio campo, mas o Atlético era melhor tecnicamente e, assim, chegava a frente com facilidade maior. Aos 19, Magrão fez milagre. Em jogada da esquerda, a bola chegou em Ricardo Oliveira. O atacante finalizou forte, de cabeça, mas Magrão evitou o primeiro gol atleticano.

Quem não faz…

O Atlético teve uma grande chance. Em lançamento direto de Victor, e Luan ficou de frente para Magrão. A redonda correu muito e o goleiro conseguiu sair. Na trombada, ambos ficaram no chão por alguns instantes.

No lance seguinte foi a vez do Sport. Em lançamento no meio da zaga, Rogério driblou Victor, e mandou para o fundo das redes.

Galo sente

Após sofrer o gol, o Atlético sentiu. O drama atleticano passava pela esquerda, com os homens de frente do Sport investindo bastante nas costas de Fábio Santos. Algumas chegadas aconteciam, no entanto, eram menos frequentes.

O Sport por sua vez se tornou muito agressivo. Em duas oportunidades, a equipe chegou com perigo e Rafael Marques quase ampliou.

Segundo tempo

As equipes voltaram iguais para a etapa complementar. Assim, fica até difícil perceber alguma alteração na disposição tática das equipes sem antes falar do gol atleticano.

Aos 3 minutos, em cruzamento de Ricardo Oliveira, na esquerda, Luan, de peixinho, desvia. A zaga tira, mas a bola sobra para Cazares, sem goleiro, sem defensor, só ele e o gol, para empatar a partida.

O Galo passou a dominar o jogo completamente. O Sport já não conseguia ir ao ataque e perdia jogadas no meio campo.

Aos 17, o Galo até conseguiu marcar seu gol. Em cruzamento na área, Bremer desviou. Momentos antes, porém, Adilson fez falta e o árbitro anulou o lance.

Aos 20, o Atlético chegou ao segundo gol. Em boa jogada de Roger Guedes, Magrão defendeu. No entanto, Blanco pegou o rebote e mandou para Ricardo Oliveira que marcou.

Aos 22, o Sport chegou ao empate. Em boa chegada do time da casa, Rafael Marques segurou a bola bem e rolou para Gabriel que chutou e contou com a sorte do desvio no meio do caminho para a bola entrar.

No minuto seguinte, em nova pressão do Sport, o árbitro marcou pênalti. O lance gerou polêmica, a partida ficou parada por alguns instantes, mas Michel Bastos foi para a cobrança. Bola para um lado, Victor para o outro, e o jogo ganha nova virada.

Ouça os gols na voz de Taylor de Freitas:

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios