Publicidade

Mesmo com forte concorrência, Guga se mantém titular no Atlético

Postado em 28/08/2020 12:30

BANNER FUTEBOL AGOSTO 2020

No início do mês de agosto, Guga esteve perto de deixar o Atlético. O Spartak Moscou se aproximou da contratação, mas o negócio acabou não sendo fechado. O lateral chegou a ficar fora até da lista de relacionados para a partida contra o América, na semifinal do Campeonato Mineiro, mas voltou ao time no jogo seguinte. E, apesar de todas as indefinições, segue na equipe.

As indefinições existem dentro e fora de campo. Sobre sua situação no clube, apesar de a negociação com o Spartak ter melado, uma saída em breve não está descartada. O Flamengo tem interesse na compra do jogador de 21 anos, mas ainda não formalizou proposta. A busca dos cariocas não é urgente, já que o chileno Isla foi contratado. Ainda assim, o Flamengo ainda conta com o Guga – e tem mantido contato, inclusive, com o staff do jogador e pessoas ligadas a ele.

Os cariocas ainda têm algumas semanas para isso. Até completar sete jogos pelo Galo no Brasileiro, Guga pode se transferir para outro clube da Série A. Ele disputou quatro dos cinco jogos do Atlético na competição, e o sétimo, caso ele não perca nenhum dos próximos, será no dia 9 de setembro. Até lá, o Flamengo trabalha nos bastidores para tentar tirar Guga da Cidade do Galo em condições mais favoráveis. O Atlético promete fazer jogo duro, principalmente por se tratar de um concorrente direto.

Enquanto isso, dentro de campo, Guga segue lutando por seu espaço. Mariano chegou com status de titular, mas ainda não ganhou a posição. O experiente jogador até foi titular no último jogo do Brasileirão (contra o Inter), mas o jovem lateral retomou a posição na partida seguinte – a final do Mineiro, quando Guga completou 50 jogos pelo Galo, e Mariano entrou no segundo tempo. Sampaoli tem usado os dois. E, no caso de Guga, tem dado a ele responsabilidades e atribuições diferentes.

Lateral com características ofensivas e habituado a fazer o “corredor” pelo lado direito, indo à linha de fundo, Guga tem feito o papel de “lateral interno” no Galo de Sampaoli na grande maioria dos jogos, trabalhando mais por dentro na criação de jogadas. No primeiro jogo da final estadual, como o Atlético entrou em campo com quatro atacantes, Guga ficou mais preso à defesa, quase que como um terceiro zagueiro, pela direita. No segundo tempo, chegou a ser liberado para atacar mais, mas saiu na sequência, dando lugar a Mariano.

As próximas semanas serão decisivas. Enquanto isso, Guga segue focado no dia a dia do trabalho no Atlético e tentando se adaptar às exigências do treinador. Uma saída ainda é possível, mas não tão encaminhada como no início do mês. Sem saber se fica ou se vai, se segue como titular ou não, o jovem do Galo e da seleção olímpica vive um dia de cada vez. Contra o Tombense, na última quarta, mostrou que o momento cercado de indefinições não tem atrapalhado em campo. Fez boa partida.

 
 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!