Mano responde pergunta do repórter Oliveira Lima da Minas FM e repercute nacionalmente

Postado em 05/08/2019 11:35

Mano Menezes procurou a diretoria do Cruzeiro, após a derrota para o Atlético-MG, e a deixou à vontade para decidir se o mantém ou não no cargo. O treinador recebeu como resposta que há confiança no trabalho e que seguirá à frente da equipe.

“Eu sempre trabalho com transparência. Antes de vir aqui (na sala de imprensa) eu fiz uma reunião lá dentro do vestiário e deixei as pessoas da direção muito à vontade se elas quisessem tomar uma atitude que não fosse pela continuação do trabalho. Comigo não há constrangimento. Eu sei do momento que estamos passando e como está grande este momento para a realidade do Cruzeiro e para a realidade dos treinadores do futebol brasileiro. Não quero ser eu o empecilho para a recuperação do Cruzeiro. Então, deixei bem claro antes de vir aqui. A direção colocou a confiança no trabalho do treinador, e eu tenho a confiança que posso fazer, juntamente com os jogadores, essa recuperação”.

O Cruzeiro começou bem a temporada. Com contratações de peso, como Rodriguinho e Pedro Rocha, o time chegou a 21 jogos de invencibilidade, conquistando o Campeonato Mineiro sobre o maior rival e encerrando a fase de grupos da Libertadores como o segundo melhor colocado geral, com 15 pontos em 18 disputados.

“Se eu não estiver enganado, quando fomos começar o Campeonato Brasileiro, você me fez a seguinte pergunta: “O Cruzeiro vai jogar este ano para ganhar o Campeonato Mineiro – que havia ganho –, o Brasileiro, a Libertadores e a Copa do Brasil”. Esse era o Cruzeiro antes do Campeonato Brasileiro. Então, isso não pode estar tudo errado. Se essa era inclusive a perspectiva de um repórter experiente como o senhor, essa era a perspectiva que se tinha pela frente”.

A fase mudou. E muito. Desde a vitória para o Goiás, na terceira rodada do Brasileirão, o time entrou em campo 17 vezes – entre compromissos da Série A, da Libertadores e da Copa do Brasil – e conquistou apenas uma vitória, somando, ainda, oito empates e oito derrotas. O único triunfo foi contra o Atlético-MG, na ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Em meio a essa má fase, o Cruzeiro já está sem vencer há dez rodadas no Campeonato Brasileiro, rendimento que fez o time voltar à zona de rebaixamento com a derrota para o rival, neste domingo. São apenas dez pontos somados em 39 disputados. A equipe também enfrenta um problema no setor de ataque, que não marcou nos últimos sete jogos, chegando à pior seca da história de 98 anos do Cruzeiro.

Nesse período de queda, o Cruzeiro também passou por denúncias contra a diretoria por irregularidades administrativas. Mano nunca escondeu que os problemas extracampo poderiam refletir nas quatro linhas.

– O Cruzeiro passou por dificuldades como clube, nós passamos por dificuldades como time, e a reunião disso tudo produziu o momento difícil que estamos passando. Certamente, é a somatória de tudo isso que estamos vendo. Então, vamos resolver todas as partes. Temos bastantes partes para resolver. Quando todos fizerem bem a sua parte, provavelmente estaremos bem para fazer a reação.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!