Publicidade

Lisca diz que “arbitragem” tirou América da Copa do Brasil

Postado em 10/06/2021 13:15

“Mais uma vez, né gente. Mais uma vez.”

Assim o técnico Lisca abriu a coletiva de imprensa após a eliminação nos pênaltis do América-MG para o Criciúma na terceira fase da Copa do Brasil.

Advertisement

Indignado com a atuação do árbitro Rodolpho Toski Marques, Lisca reclamou do segundo gol do Criciúma, marcado aos cinco minutos do segundo tempo pelo zagueiro Marcel, após bate-rebate dentro da área mineira.

Fernanda Colombo, na Central do Apito, afirmou que o gol foi ilegal, já que, de fato, a bola bateu no braço do jogador do time catarinense antes de ir para o gol.

“O jogador chuta, bloqueia com a própria mão. Todo mundo viu. O gol foi totalmente irregular. Aí todo mundo vai dizer ‘o Lisca só chora, o Lisca só chora’, mas não dá. É demais, é muito”.

“Tiraram o América da Copa do Brasil”

Sempre reiterando as reclamações contra a atuação da arbitragem, Lisca, porém, reconheceu que as falhas do América, sobretudo nas cobranças de pênalti, pesaram para a desclassificação.

“A fase é ruim mesmo, a gente não está conseguindo ganhar. Hoje conseguimos fazer os gols, mas não tivemos competência nos pênaltis. Tivemos seis pênaltis: cinco hoje e outro na ida. Erramos quatro. Mas esse jogo não era para ter ido para o pênalti. Era para ter sido 2 a 1 para o América”.

Com o empate, o América chegou ao sexto jogo seguido sem vitória. O time ainda não somou pontos no Brasileirão – perdeu as duas primeiras partidas, para Athletico-PR e Corinthians.

Lisca reconheceu que a equipe precisa reagir o mais rápido possível.

“Vamos seguir trabalhando, mostrando esse poder de reação. Mas estamos muito tristes”.

O próximo compromisso do Coelho é no próximo domingo, às 16h, quando enfrenta o Flamengo, no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

 

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!