Publicidade

Liminar é negada e Campeonato Mineiro retorna dia 26/07

Postado em 15/07/2020 15:07

O reinício do Campeonato Mineiro está mantido para 26 de julho. O TJD-MG negou as tutelas cautelares de Tupynambás e Villa Nova, que pediam o adiamento do retorno do torneio e a suspensão do rebaixamento neste ano.

Nas ações, os clubes pediam que ao menos as suas partidas de retorno fossem suspensas, sem considerar a possibilidade de W.O. Na 10ª rodada, o Tupynambás recebe a Caldense, enquanto o Villa Nova viaja para enfrentar o Uberlândia.

A alegação de ambos os clubes para os pedidos foi de que a pandemia do novo coronavírus, que paralisou o torneio em março, tornou inviável o prosseguimento do mesmo, sob o ponto de vista da saúde pública e do aspecto financeiro. Na negativa da liminar, Bruno Dias Cândido, presidente do TJD-MG, explicou que os protocolos para a retomada do Estadual foram elaborados por profissionais “habilitados e competentes”.

“A FMF elaborou, com auxílio de profissionais de saúde, proposta de protocolo sanitário para práticas esportivas. A referida proposta foi analisada e aprovada pelo Governo do Estado de Minas Gerais, através de um Grupo criado com profissionais habilitados e competentes, especialmente para tal fim”.

Outro argumento citado por Bruno para fundamentar a negativa foi o fato de a retomada do Campeonato Mineiro ter sido decidida de forma democrática, em reunião virtual que contou com representantes dos 12 clubes.

“Ressalta-se, outrossim, que a decisão de retomar o campeonato foi tomada de forma democrática, uma vez que foram os próprios clubes que, por maioria, decidiram pelo retorno da competição”.

O advogado Alexandre da Costa Franco, que representa os dois clubes, criticou a decisão do TJD, alegando que o Tupynambás está proibido de treinar em Juiz de Fora. Sendo assim, segundo ele, os jogadores vão se conhecer no dia da partida, situação comparada a uma “pelada de final de ano”.

“O Tribunal entendeu que todas as razões que inserimos, inclusive com relação à decisão do TJ-MG com relação aos serviços essenciais. Juiz de Fora e Nova Lima estão incluídas nessa decisão. Inclusive em Juiz de Fora o Tupynambás recebeu uma intimação da prefeitura proibindo que o clube treine, então é uma situação totalmente sui generis. Vamos ter que contratar atletas e eles vão para o jogo sem qualquer tipo de treinamento, porque não pode. Vamos registrá-los no BID e eles vão se conhecer no dia, como se fossem peladas de fim de ano. Essa decisão corrobora mais ainda o desnivelamento técnico que estamos pregando, além de não seguir as diretrizes da CBF em relação ao retorno dos atletas na pandemia”.

Villa Nova e Tupynambás, são, respectivamente, penúltimo e último colocados do Campeonato Mineiro. Na próxima rodada, dependendo de uma combinação de resultados, ambos já podem ter o rebaixamento ao Módulo II decretado.

Na última rodada, o Villa tem um confronto direto contra o Coimbra, em casa. O Tupynambás, por sua vez, viaja a Varginha para enfrentar o Boa Esporte.

Ficou decidido, em reunião, que o regulamento do torneio será mantido neste retorno, com semifinais e final decididas em jogos de ida e volta. O torneio Inconfidência, disputado entre o 5º e o 8º colocados, por sua vez, terá seu campeão definido com jogos únicos na semifinal e na final.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!