Juiz ajuda, mas deu empate: Corinthians fecha turno em 3º, e Cruzeiro segue na degola

Postado em 08/08/2016 23:03

Em uma partida recheada de polêmica, Corinthians e Cruzeiro empataram por 1 a 1 nesta segunda-feira, na partida que fechou a 19ª rodada do Brasileirão, no Pacaembu.

O resultado foi ruim para os dois times, já que os alvinegros, que iniciaram a partida podendo voltar à liderança, agora caíram para o 3º lugar (o Atlético-MG assumiu a vice-liderança), enquanto os mineiros seguem na zona do rebaixamento do torneio, em 18º lugar.

O placar foi aberto com um gol relâmpago de Giovanni Augusto. Logo na primeira jogada do duelo, ele aproveitou sobra na área e chegou enchendo o pé para estufar as redes do goleiro Bruno França, que jogou no lugar do suspenso Fábio.

Aos 8, a grande polêmica: o cruzeirense Ábila recebeu enfiada de bola e foi claramente derrubado na área pelo goleiro Cássio. O árbitro Dewson Fernando Freitas, no entanto, não marcou a penalidade e ainda deu amarelo para o argentino, depois que o centroavante reclamou do lance e mostrou sua perna que estava sangrando pela dividida.

O empate celeste veio só na segunda etapa: aos 21 minutos, Rafael Sóbis recebeu lançamento, avançou pela esquerda e cruzou rasteiro na medida para o próprio Ábila, que acertou um belo chute de perna esquerda para vencer Cássio.

Dewson Fernando Freitas Arbitro Corinthians Cruzeiro Campeonato Brasileiro 08/08/2016

O Corinthians ainda teve duas chances claras de ganhar. A primeira em um chute de longe de Bruno Henrique, que Bruno França quase levou um frango, mas acabou se recuperando. Pouco depois, Guilherme recebeu sozinho na área, sem goleiro, mas bateu por cima.

Já o Cruzeiro também lamentou bastante, depois que Willian acertou o travessão de Cássio, aos 41 minutos da segunda etapa.

A torcida alvinegra, que encheu o Pacaembu, ainda perdeu a paciência com o técnico Cristóvão Borges no final. Depois que o treinador trocou Romero por Marlone, os torcedores criticaram o comandante com gritos de “burro, burro, burro”.

Na abertura do returno, o time paulista viaja para enfrentar o Grêmio, domingo, às 11h (horário de Brasília). No mesmo dia, mas às 16h, o Cruzeiro recebe o Coritiba.

O jogo

O início de jogo foi eletrizante, deiando o Corinthians em vantagem praticamentedesde o primeiro apito do juiz Dewson Fernando Freitas. Marquinhos Gabriel recebeu bela inversão de bola de Bruno Henrique após corta-luz de Elias. O meia cruzou para André dividir com a zaga dentro da área. A bola espirrou e sobrou nos pés de Giovanni Augusto. O meia chutou forte, a bola desviou em Henrique e entrou no gol sem chances de defesa para o goleiro Lucas França, que fez seu primeiro jogo como profissional.

Giovanni Augusto Comemora Gol Corinthians Cruzeiro Campeonato Brasileiro 08/08/2016

O problema para os visitantes foi que o árbitro não se limitou a apenas iniciar a partida. Após uma rápida pressão, principalmente com os habilidosos Rafael Sóbis e Ramón Ábila, a Raposa teve uma chance clara para empatar. O argentino deu um chapéu em Cássio e sofreu pênalti claro do arqueiro, ignorada pelo juiz, para desespero dos mineiros. O avante ainda tentou mostrar o joelho sangrando, talvez fruto da dividida com Cássio, mas só conseguiu um amarelo para si mesmo.

A arbitragem continuou a piorar. Em dividida no ataque, André ganhou de Lucas e levou uma solada na região da virilha, caindo no chão com muitas dores. O juiz nem falta marcou. Depois, foi alvo de constantes reclamações, principalmente de Rafael Sóbis. O avante, que chegou a classificar como “palhaçada” a arbitragem no intervalo, movimentou-se bastante e, a cada bola que o árbitro marcava a favor do Alvinegro, balançava os braços em sinal de reprovação.

Em termos de chances de gol, porém, o duelo não ofereceu muito aos presentes. Mesmo com bastante animação dos públicos e jogadas em sua maioria agudas, com direção ao gol, faltou aos dois times mais calma na hora de dar o último passe e finalizar, mantendo o 1 a 0 até a descida para os vestiários.

Cristovao Borges Corinthians Cruzeiro Campeonato Brasileiro 08/08/2016

Na volta para o segundo tempo, o Timão poderia ter ampliado a sua vantagem logo de cara, aproveitando-se do bom momento de André e Romero, sempre ganhando as disputas de Bruno Rodrigo e Manoel. Na mais clara, aos cinco minutos, o centroavante ganhou disputa de Manoel e Romero ficou em boa condição para chutar. O paraguaio, no entanto, preferiu tocar no meio de volta para o camisa 9, mandando nas mãos de Lucas França.

O Cruzeiro, a partir dali, passou a mandar no jogo, Mano Menezes mexeu bem ao tirar o volante Cabral para a entrada do atacante Willian. Jogando quase como um armador, o ex-corintiano dominou as ações no meio-campo, rodou a bola de um lado para o outro e não demorou para, aos 21 minutos, achar Rafael Sóbis e boa condição pelo lado esquerdo. O avante ganhou de Fagner e cruzou rasteiro na entrada da área para Ábila acertar belo chute de primeira, no ângulo de Cássio.

Mano Menezes Cruzeiro Corinthians Campeonato Brasileiro 08/08/2016

Quando parecia que os cruzeirenses rumariam para a virada, no entanto, os donos da casa resolveram mostrar por que entraram em campo com condições de tomar a liderança do Campeonato Brasileiro do arquirrival Palmeiras. Primeiro, aos 25, Bruno Henrique recebeu boa ajeitada de André e chutou forte. Lucas França deixou a bola passar por entre as suas pernas, mas, antes de ela cruzar a linha, conseguiu se recuperar.

Depois, uma série de chances perdidas pelo time da casa. Primeiro Guilherme, aos 30 minutos. O meia recebeu passe de Fagner na marca do pênalti e, livre, conseguiu chutar por cima do gol. Depois, Uendel recebeu pelo lado esquerdo e chutou forte, exigindo boa defesa do arqueiro. Pressionado pela torcida, Cristóvão colocou Marlone no lugar de Romero. O time melhorou ainda mais nos acréscimos, mas Balbuena e depois Yago, ambos de cabeça, desperdiçaram a chance da vitória.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 x 1 CRUZEIRO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo-SP
Data: 8 de agosto de 2016, segunda-feira
Horário: 21h (horário de Brasília)
Público: 33.416 pagantes
Renda: R$ 1.326.456,00
Árbitro: Dewson Fernando Freitas (PA)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araujo Neves (ambos do PA)
Cartões amarelos: Elias, Giovanni Augusto, Yago e André (COR); Lucas e Ábila (CRU)

GOLS
CORINTHIANS: Giovanni Augusto, no 1º minuto do primeiro tempo
CRUZEIRO: Ábila, aos 21 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique e Elias; Giovanni Augusto (Guilherme), Marquinhos Gabriel e Romero (Marlone); AndréTécnico: Cristóvão Borges

CRUZEIRO: Lucas França; Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Ariel Cabral (willian), Henrique, Robinho e De Arrascaeta (Rafinha); Ábila (Marcos Vinícius) e Rafael Sobi Técnico: Mano Menezes

Ouça os gols da partida:

 

Fonte: ESPN.com

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios