Atlético Paranaense é CAMPEÃO da Copa Sudamericana

Postado em 12/12/2018 21:41

Foi com muita emoção. Mas o Athletico Paranaense é o campeão da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, depois de um empate por 1 a 1, que persistiu na prorrogação, com direito a pênalti perdido pelo Junior Barranquilla, a equipe brasileira, nas cobranças da marca da cal, superou o adversário por 4 a 3 na Arena da Baixada, em Curitiba e confirmou o título.

O JOGO

Buscando seu primeiro título internacional, o Athletico foi para cima desde os primeiros minutos. Aos 5, Nikão bateu falta, a bola bateu em Pablo e passou por cima do travessão. No lance seguinte, foi a vez de Renan Lodi aparecer bem, mas também finalizar para fora.

Aos 14, nova chance. Lodi foi ao fundo e cruzou para Marcelo Cirino cabecear para o meio da área, mas Raphael Veiga não alcançou. Aos 23, nova boa chance do lateral-esquerdo do time paranaense, obrigando Viera a fazer uma excelente defesa.

E a pressão deu resultado logo no lance seguinte. Os colombianos saindo jogando errado, Léo Pereira recuperou e lançou Pablo. O centroavante tabelou com Raphael Veiga e, na cara do gol, não perdoou, abrindo o placar na final.

A vantagem no placar manteve o Athletico com o domínio do jogo. A última grande chance do primeiro tempo foi aos 46, quando Nikão rolou para Lucho González e o argentino, de primeira, bateu para fora.

Se a primeira metade foi do time da casa, os visitantes tomaram conta da segunda etapa. Aos 8, a primeira boa chance, com Luis Díaz obrigando Santos fazer ótima defesa. Quatro minutos mais tarde, veio o empate. Díaz bateu o escanteio, Gómez subiu mais do que todo mundo e ficou fácil para Téo Gutiérrez mandar para o gol.

E por pouco o Junior não conseguiu a virada em duas oportunidades criadas por Díaz. Na primeira, ele bateu na saída de Santos e mandou para fora. Na outra, ele bateu forte, obrigando o goleiro a fazer uma ótima decepção.

Depois disso, o jogo se tranquilizou, com as duas equipes se resguardando, sem se jogar ao ataque, com medo de levar um gol e perder o título. A decisão, então, foi para a prorrogação.

O tempo extra começou movimentado, com oportunidades dos dois lados. Pelo time colombiano, como sempre Díaz infernizava a zaga atleticana. Do outro lado, Marcinho, que acabara de entrar, era quem mais tentava. Na segunda etapa da prorrogação, o torcedor brasileiro sofreu por alguns instantes. Yony González tentou driblar o goleiro Santos e foi derrubado. Pênalti para o Junior. Na cobrança, porém, Barrera tentou acertar o ângulo e isolou a bola.

Isso foi a deixa para a Sul-Americana ser decidida nos pênaltis. E na marca da cal, o time colombiano perdeu duas cobranças, enquanto o brasileiro não desperdiçou nenhuma, confirmando o título.

Fonte: ESPN

Ouça os gols na narração de Leonardo Lasmar:

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com