Publicidade

Galo bate o Defensor no Uruguai e segue com vantagem para a próxima partida, a Libertadores segue para o time mineiro

Postado em 20/02/2019 23:44

Com grande atuação de Cazares, o Atlético impôs a superioridade técnica para vencer o Defensor-URU por 2 a 0 em pleno estádio Luis Franzini, em Montevidéu. O meia equatoriano deu assistência para Réver abrir o placar e marcou o segundo no triunfo na capital uruguaia, pela partida de ida da terceira fase da Copa Libertadores. O resultado deixa o time mineiro muito próximo do Grupo E da competição, que conta com Nacional-URU, Cerro Porteño-PAR e Zamora-VEN.

O jogo de volta será na próxima quarta-feira, às 21h30, no Independência. Para avançar, o Atlético pode vencer, empatar ou até perder por um gol de diferença. Derrota por 2 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro resultado é favorável aos uruguaios.
 
Antes do confronto pela principal competição continental, o Atlético tem compromisso pela oitava rodada do Campeonato Mineiro. A partir das 17h deste domingo, o time alvinegro recebe o Villa Nova, no Independência.
 
Também no domingo, mas às 19h30, o Defensor recebe o Cerro Largo-URU, no estádio Luis Franzini. A partida vale pela segunda rodada do Torneio Apertura, o primeiro turno do Campeonato Uruguaio.
 
As equipes ainda se estudavam quando o Atlético abriu o placar, aos 10’. Após ótima cobrança de falta de Cazares, o zagueiro Réver subiu mais alto e testou para encobrir o goleiro Gastón Rodríguez: 1 a 0. Foi o primeiro do capitão desde o retorno ao clube alvinegro, em janeiro.
 
Pouco depois, os visitantes voltaram a incomodar. Após uma série de trapalhadas dos dois lados, o zagueiro Perg furou. A bola sobrou limpa para Ricardo Oliveira, que driblou o goleiro e, desequilibrado, finalizou. O próprio Perg se recuperou do erro e impediu o segundo gol alvinegro, aos 16’.
 
Apesar de jogar fora de casa e estar à frente do marcador, o Atlético seguia no ataque em busca do segundo gol. Passados 30 minutos, o time mineiro tinha quase 70% de posse de bola e havia criado grandes chances de ampliar a vantagem com Chará e Luan. O Defensor tentava responder, mas tinha dificuldades para ter a bola.
 
No embalo de Cazares
 
Inoperantes ofensivamente no primeiro tempo, os donos da casa tentaram avançar linhas e pressionar o Atlético. Em dez minutos, o meia Laquintana – que entrou no intervalo na vaga de Piquerez – finalizou duas vezes com certo perigo, mas não conseguiu o empate. Ricardo Oliveira, de falta, e Fábio Santos, que avançou livre em diagonal, pararam no goleiro rival.
 
O Defensor equilibrou a posse de bola e começou a levar perigo ao gol atleticano. Faltava, entretanto, mais qualidade no momento da finalização. Dos 11 chutes até os 25’, apenas dois tiveram direção certa. As dificuldades no segundo tempo fizeram o técnico Levir Culpi fechar o time: o centroavante Ricardo Oliveira saiu para a entrada do volante José Welison.
 
Sem o ‘pastor’, coube a Cazares fazer as vezes de ‘camisa 9’. Pouco depois de Chará desperdiçar bom contra-ataque, o Atlético voltou a avançar com perigo. Aos 32’, Patric foi lançado pela direita e cruzou na medida para o equatoriano, que, de dentro da área, cabeceou para as redes: 2 a 0.
 
Daí para frente, o Atlético segurou o jogo e até quase ampliou, em contra-ataque puxado por Cazares. No fim das contas, vitória garantida e classificação à fase de grupos encaminhada. Agora, é decidir no Horto.
 
FONTE: SUPER ESPORTES
 
Ouça os gols na narração de Leonardo Lasmar:

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!