Publicidade

Em sua reestreia pelo Atlético, Cuca diz que vitória sobre o Coimbra “saiu dentro do esperado”

Postado em 20/03/2021 14:31

O técnico Cuca sequer completou a primeira semana de trabalho no Atlético-MG e teve uma partida do Campeonato Mineiro para experimentar jogadores, testar formações e avaliar o desempenho. O placar foi “de bom tamanho”. Vitória por 3 a 0 contra o Coimbra na quinta rodada, que garante liderança e 100% de rendimento. Mas o resultado foi construído após 20 minutos em que só o adversário atacou.

“Aos poucos fomos nos encontrando melhor, tomando conta da partida e fazendo os gols. O (placar de) 3 a 0 ficou de bom tamanho. Saímos felizes com o desempenho geral, sem levar gols, está bom”.

Advertisement

Na análise da partida, Cuca destacou o momento de avaliação de peças e esquemas. Ele não teve à disposição Guilherme Arana( protocolo Covid-19, Marrrony (suspenso), Tardelli (lesionado), Réver, Alan Franco e Savarino (recondicionamento). Por outro lado, mesclando quem já vinha atuando com os “titulares”, levou a campo ainda uma escalação longe de ser a definitiva.

“A gente vai conhecendo os jogadores. Natural que eu vá fazer experiências e vá errar em algumas situações. Mas tudo no afã de ter mais conhecimento do grupo. Quando eu tiver com conhecimento ideal, terei um time titular na cabeça. Cada um saberá pelo que luta, quem é o 11, quem luta para entrar no lugar de quem. Tenho três dias aqui, vou sentir jogo a jogo. Jogadores têm muito a evoluir fisicamente”.

O início de jogo foi de dificuldades para o Atlético se proteger e ter a bola no pé. O sistema de saída de bola mudou, com Jair recuando mais do que o habitual. O Coimbra apostou na velocidade do ataque e quase surpreendeu o Galo, com gol anulado e outras jogadas de perigo. Foi uma fase da partida na qual o time da casa precisou se reorganizar.

“Temos que diminuir espaços, melhorar a pegada, ter a retomada da bola o mais rápido possível. Hoje não foi uma boa retomada, principalmente no começo do jogo. É trabalhar” (Cuca)

O Coimbra vem com proposta arrojada, com quatro atacantes e dois volantes. Todos de velocidade. Então, não entendemos assim. Ficamos com dois volantes flutuando na frente dos atacantes e fica exposto ao mano a mano atrás. Corrigimos isso, fizemos sobra e contornamos o jogo.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!