Publicidade

Eduardo Vargas é apresentado no Atlético.

Postado em 11/11/2020 11:51

O atacante Eduardo Vargas foi oficialmente apresentado como jogador do Atlético-MG nesta quarta-feira. O chileno já teve o nome registrado no BID da CBF e deve estrear com a camisa 10 do Galo no jogo contra o Corinthians, no próximo sábado, às 19h00, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Vargas se diz à disposição de Sampaoli para jogar os 90 minutos.

“Eu estou à disposição do técnico e do time. Na verdade, se ele me colocar para jogar, vou tentar jogar os 90 minutos, estava treinando lá, estava jogando. Estou bem. Estou muito feliz de estar aqui no Atlético. Tenho muitas expectativas de ganhar muitos títulos”

Vargas volta a encontrar o técnico Jorge Sampaoli, com quem o atleta foi campeão chileno e da Copa Sul-Americana, em 2011, pela Universidad de Chile, e da Copa América, em 2015, com a seleção chilena. O atacante ressalta que Sampaoli sempre “tira o melhor dele”.

“A nossa relação é muito boa. Ele tirou o melhor de mim como jogador e como pessoa também. Eu falei com ele, ele me queria aqui. Ele me dá confiança. Estou à disposição dele, do time. Vou dar o melhor de mim”.

“Eu com Sampaoli não joguei de 9. Ele tinha outros nomes na Universidad de Chile e ele tirou o melhor de mim jogando pela ponta esquerda ou direita. Agora, não sei como ele vai me botar para jogar. Mas onde ele me botar, vou dar meu melhor”.

Para Vargas, o pouco tempo de treino com o grupo atleticano não vai atrapalhar na estreia com a camisa do Galo.

“Não sei se defeito, mas sou novo aqui, estou conhecendo meus companheiros. Eu já conversei com o pessoal do Atlético, estava acompanhando os jogos do Atlético. Já conheço muitos jogadores. Acho que não terá problemas”.

Aos 30 anos, mais experiente, o atacante sabe que chegou ao Galo como uma das principais contratações. Ele assumiu a responsabilidade de ser protagonista da equipe

“Eu venho para ser protagonista do time, não individualmente, mas sim para ajudar a equipe. O que mais me preocupa é ajudar. No Grêmio, estava muito jovem, não tinha a confiança que tinha com Sampaoli. Espero ser protagonista da equipe e ajudar.”

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!