Publicidade

Cuca diz que Atlético está mais “cascudo” para seguir na Libertadores

Postado em 19/08/2021 13:05

Eliminar Boca Juniors, nas oitavas de final, e River Plate, nas quartas, em uma mesma edição da Libertadores foi histórico para o Atlético. Um feito que deixa heranças no fortalecimento do time para novas decisões. O Galo chega forte na semifinal.

A vaga foi selada nesta quarta-feira no Mineirão, um notável 3 a 0 sobre o River Plate que já havia sido derrotado em Buenos Aires, por 1 a 0.

Advertisement

“Você passar por Boca e por River numa competição tão difícil como é a Libertadores, lógico que te dá uma casca maior. São equipes tradicionais dentro da competição.” (Cuca).

O treinador ressaltou o momento do rival, que perdeu importantes peças no elenco, mas ainda assim carregava potencial e história para lutar pela classificação. Porém, o Atlético levou a melhor com gols de Zaracho (2) e Hulk.

“Eles não estão no ápice, na forma ideal, porque estiveram um tempo parados. Em cima da hora, perdeu jogadores. Essas coisas fazem a diferença. O River tem um excelente time, um excelente treinador, e nós vencemos duas vezes um gigante. Temos que parabenizar o River pela campanha que fez, pelo jogo que fez. Soube perder, coisa de gigantes”.

Apesar do feito histórico, o Atlético – dono da melhor campanha na fase de grupos da Libertadores, invicto, com sete vitórias em 10 jogos, 19 gols marcados e apenas três sofridos – ainda precisa caminhar por duras trilhas para chegar ao título da Libertadores. Cuca quer humildade.

“Tem que tentar alargar essa fase o máximo possível. Esse é o segredo, pé no chão. A gente está muito feliz, classificado para uma semifinal de Libertadores. Tem que se comemorar, mas isso é mais para a torcida. A gente (time) tem que sempre estar fazendo o nosso “feijão com arroz” com bastante humildade”.

O jogo contra o River marcou a volta do torcedor aos estádios de Belo Horizonte. Desde o ano passado, a torcida estava proibida de comparecer às partidas por causa da pandemia da Covid-19.

No fim de julho, a Prefeitura de Belo Horizonte autorizou a volta parcial da torcida aos estádios da cidade, respeitando um protocolo de segurança. Por enquanto, são permitidos 30% da capacidade das arenas. O Mineirão recebeu cerca de 18 mil atleticanos para ver Galo e River.

“Foi muito legal. A torcida estava com uma sede enorme, cantou o jogo inteiro, incentivou, comemorou nos momentos de comemoração, soube apoiar a equipe nos momentos ruins da partida”.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade