Cruzeiro vence o Criciúma nos acréscimos e amplia vantagem na liderança - Portal MPA

Publicidade

Cruzeiro vence o Criciúma nos acréscimos e amplia vantagem na liderança

Postado em 27/05/2022 23:44
Publicidade

Time estrelado chegou aos 22 pontos, abrindo cinco de frente em relação ao Vasco, o vice-líder da Série B

 

A sequência de vitórias do Cruzeiro foi ampliada na noite desta sexta-feira (27). Atuando no Heriberto Hülse, em Santa Catarina, o time estrelado ampliou sua liderança na Série B, chegando aos 22 pontos. Um golzinho precioso que saiu nos acréscimos, com Jajá conseguindo a movimentação, o giro, o drible e o arremate para matar o goleirão Gustavo e determinar o placar de 1 a 0. Prêmio para o time que teve o controle da posse de bola e ainda atuou com um jogador a mais desde os 27 minutos da etapa inicial.

Com o resultado, a Raposa tem agora cinco pontos de vantagem para o Vasco, o vice-líder e chegou à sétima vitória seguida na temporada. Foi a terceira vitória fora de casa do time estrelado na segundona. Com o sexto triunfo consecutivo na segunda divisão, o Cruzeiro igualou o recorde do Corinthians, que venceu seis partidas consecutivas nas 10 primeiras rodadas da Série B de 2008. A Raposa volta a campo no próximo dia 3 de junho, quando pega o Operário, também fora de casa. 

O jogo

O primeiro tempo de Criciúma e Cruzeiro foi marcado pela utilização do VAR. Desde os 27 minutos da etapa inicial, em um lance revisado pelo árbitro de vídeo, a Raposa passou a atuar com um jogador a mais. O árbitro Paulo Roberto Alves decidiu pela expulsão de Léo Costa, do Criciúma, após entrada no tornozelo de Jajá. Como era de se esperar, o Cruzeiro teve o controle da posse de bola, mas faltou aquela intensidade conhecida do time do técnico Paulo Pezzolano. 

Não foi um primeiro tempo efetivo da equipe estrelada, que mais uma vez entrou em campo com Waguininho, Jajá e Edu no ataque. Os dois times tiveram o mesmo número de finalizações, cinco para cada lado, mas nenhum chute celeste acertou o alvo. O Criciúma até conseguiu balançar as redes no fim da etapa inicial. Mas a arbitragem assinalou um toque irregular do ex-cruzeirense Marcelo Hermes. Em jogada de Marquinhos Gabriel, outro atleta que passou pela Raposa, Hermes acabou tocando com o braço, empurrando a bola para o fundo das redes de Rafael Cabral. Gol anulado. 

No segundo tempo, Pezzolano promoveu alterações no time. Edu, que vinha acumulando uma sequência de jogos, acabou deixando o campo de jogo, assim como Waguininho, em mais uma atuação aquém no primeiro tempo. Rafael Santos também foi sacado. Entraram em campo Rodolfo, o uruguaio Pais e também Bidu. O Cruzeiro, que já possuía o controle da posse de bola, passou a permanecer ainda mais no campo de ataque do Tigre. 

A equipe intensificou a presença ofensiva com Luvannor no ataque. Geovane Jesus teve dois chutes perigosos que assustaram o goleiro Gustavo, do Criciúma. A Raposa foi para o abafa, apesar da falta de qualidade no passe final e também na criação de jogadas que poderiam culminar em gols. O respiro celeste se concentrava muito nas bolas alçadas à área, enquanto a proposta do Criciúma era clara: buscar o contra-ataque.  O time catarinense se fechou, impondo dificuldades à Raposa, que não conseguia espaço para finalizações claras, aliás uma temática durante todo o jogo. 

Porém, no fim do jogo, o torcedor celeste pode, enfim, sorrir. E foi com Jajá, marcando seu primeiro gol com a camisa celeste. Depois de tanto martelar, o Cruzeiro foi às redes de Gustavo em grande jogada do camisa 18, que conseguiu o drible e com uma finalização precisa, determinou a vitória no Heriberto Hülse. Um resultado grandioso para o Cruzeiro, agora na liderança e com uma vantagem de cinco pontos para o vice-líder Vasco. 

Fonte:/www.otempo.com.br

Publicidade