Cruzeiro se reencontra com a torcida, bate o Confiança e ensaia a reconciliação - Portal MPA

Publicidade

Cruzeiro se reencontra com a torcida, bate o Confiança e ensaia a reconciliação

Postado em 20/08/2021 23:40

No primeiro duelo com público no Mineirão após 527 dias, a Raposa venceu os sergipanos com gol de Marcelo Moreno e engatou a segunda vitória seguida na Série B do Brasileiro

A situação ainda é muito complicada, mas o Cruzeiro começa a fazer as pazes com os torcedores. E, para isso, nada melhor do que pessoalmente. Assim, a Raposa recebeu o Confiança, nesta sexta-feira (20), no Mineirão, pela 20ª rodada da Série B. Depois de 527 sem ouvir o grito da China Azul, devido à pandemia da Covid-19, o time comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo pressionou os visitantes do início ao fim e sacramentou o reencontrou com as os cruzeirenses com a vitória por 1 a 0.

De pênalti, Marcelo Moreno garantiu o segundo triunfo estrelado como mandante e, ainda, engatou a segunda vitória seguida, numa noite em que o Cruzeiro se vestiu de verde, em homenagem ao Palestra Itália. Para os mais supersticiosos, talvez tenha sido a cor da esperança que faltava para o time, enfim, tentar se encontrar na competição.

Advertisement

Na tabela, a posição não mudou. A equipe segue em 14º, mas chega aos 24 pontos. Agora, terá uma semana para descansar, treinar e pensar no duelo contra o CRB, no próximo domingo (29), às 16h, no estádio Rei Pelé.

Não chegaram os reforços para minimizar as carências técnicas do Cruzeiro. Esta tem sido a realidade estrelada. No entanto, o comportamento dos jogadores parece estar se modificando. A situação na Série B do Brasileiro ainda é bastante desconfortável, mas, em campo, os atletas demonstram mais leveza, menos tensão.

O medo de errar parece que vai se dissipando. Se antes, quem tinha a bola tocava e se “escondia”, contra o Confiança, nesta sexta-feira (20), no Mineirão, eles se apresentaram para dar opção. No geral, a bola tem queimado menos nos pés, indício de que a confiança pode estar sendo reestabelecida aos poucos.

O jogo

A Raposa pressionou a maior parte de toda a etapa inicial, com 60% de posse de bola. Finalizou sete vezes contra uma do Confiança. Dessas, destaque para a arrancada de Marcelo Moreno roubou a bola na linha do meio-campo, deixou o marcador para trás e bateu forte para a defesa de Michael.

O outro lance que mereceu registro foi uma possível falta de Nery Bareiro em cima de Bruno José, dentro da área. O atacante recebeu lançamento de Adriano, dominou, mas teve o braço esquerdo puxado pelo defensor. Embora o VAR tenha estreado na Série B nesta sexta-feira, o lance não foi revisado.  

No primeiro tempo, Vanderlei Luxemburgo foi obrigado a mudar o time logo aos 10 minutos. O lateral-direito Norberto tentou evitar que a bola saísse e sentiu a coxa direita. O comandante da Raposa ousou. Deslocou Rômulo para o setor e acionou Claudinho, que entrou bem. Na volta para o segundo, o treinador promoveu outras duas alterações. Saíram Matheus Pereira e Dudu para as entradas de Felipe Augusto e Wellington Nem.

A pressão da etapa inicial se manteve, mas o Confiança resistia na defesa. Até que Claudinho fez boa jogada, Wellington Nem recebeu, driblou o goleiro Michael e foi derrubado. Pênalti marcado e convertido por Marcelo Moreno, aos 21 minutos.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 0 CONFIANÇA

Motivo: 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Gol: Marcelo Moreno, aos 21 minutos do segundo tempo
Cartão amarelo: Madison (Confiança)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Éder Alexandre (SC)
Quarto árbitro: André Luiz Skettino Policarpo Bento (MG)
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

CRUZEIRO: Fábio; Norberto (Claudinho, depois Marco Antônio), Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira (Felipe Augusto); Adriano (Flávio), Rômulo e Giovanni; Bruno José, Marcelo Moreno e Dudu (Wellington Nem). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CONFIANÇA: Michael; Marcelinho (Jonathan Bocão), Nirley, Nery Bareiro e João Paulo (Lucas Sampaio); Serginho, Madison e Jhemerson (Álvaro); Luidy (Ítalo), Hernane Brocador (Thiago Reis) e Robinho Técnico: Zé Carlos Leal 

fonte:www.otempo.com.br

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!