Publicidade

Cruzeiro perde para o Operário e volta à zona de rebaixamento da Série B

Postado em 19/06/2021 20:58

Atuando com um jogador a menos desde os 39 minutos do primeiro tempo, Raposa é batida pelo Fantasma, por 2 a 1, pela quinta rodada da segunda divisão

A noite chuvosa em Ponta Grossa, interior do Paraná, prenunciava um duelo difícil entre Operário e Cruzeiro, pela quinta rodada da Série B do Brasileiro. O primeiro tempo do compromisso deste sábado (19), no estádio Germano Krüger, transcorria de forma equilibrada, sem chances reais de gols até que a Raposa ficou com um a menos, após a expulsão do zagueiro Weverton. Na sequência, os donos da casa ficaram em vantagem, numa linda bicicleta de Paulo Sérgio. Apesar da adversidade numérica e no placar, a Raposa conseguiu igualar, com Felipe Augusto.

O time comandado por Mozart Santos passou a maior parte da segunda etapa sendo acuado, contudo, resistindo. Até que, aos 39, Djalma Silva, de longe, venceu Fábio e sacramentou a vitória do Fantasma, por 2 a 1.  

Advertisement

Com o revés no Sul do país, a Raposa volta à zona de rebaixamento. Segue com quatro pontos, agora, em 17º lugar. 

O técnico Mozart Santos optou por escalar o Cruzeiro com três zagueiros, a exemplo da formação que terminou a jornada vitoriosa diante da Ponte Preta. Com Eduardo Brock vetado, devido à lesão muscular na coxa esquerda, formou o trio defensivo com Ramon, Weverton e Paulo. O atacante Felipe Augusto fez as vezes de ala, e Rômulo foi mantido na direita.

Em um gramado castigado pela chuva que atingiu Ponta Grossa na noite deste sábado (19), ambas as equipes tiveram dificuldade em organizar alguma jogada produtiva pelo meio, pois o piso encharcado dificultou propiciar as ações naquele setor e a consequente articulação com o ataque.

Tudo mudou quando, aos 28 minutos, Giovanni tentou armar um contra-ataque, mas errou o passe. A bola ficou dividida entre Weverton e Leandro Vilela, e o jovem zagueiro da Raposa foi imprudente, ao dar um carrinho e atingir o adversário. O lance resultou em expulsão e, na cobrança de falta, o Operário abriu o marcador. Após a bola bater no travessão, Paulo Sérgio aproveitou o rebote de forma sensacional. Acertou uma bicicleta e venceu Fábio.

Embora em desvantagem no placar e no gramado, a Raposa conseguiu igualar o duelo. Felipe Augusto recebeu pela esquerda e conseguiu encontrar o lado esquerdo vazio do goleiro Thiago Braga, para empatar. Aos 43, a Raposa conseguiu ir para o vestiário com certo alívio.

Num duelo de 11 contra dez, o time da casa se aproveitou dessa vantagem. Foi para cima, acuou o Cruzeiro, que se defendeu como pôde. Aos 39, porém, Djalma Silva chutou de longe, mas Fábio facilitou a vida do lateral-esquerdo rival e aceitou.

O Cruzeiro volta a campo na próxima quinta-feira (24), às 21h30, quando recebe o Vasco, no Mineirão. Já o Operário encara a Ponte Preta, terça-feira (22), às 19h, no Moisés Lucarelli

Fonte: www.otempo.com.br

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!