Cruzeiro: Do Presidente ao porteiro. Tudo parado e ZERADO - Portal MPA

Publicidade

Cruzeiro: Do Presidente ao porteiro. Tudo parado e ZERADO

Postado em 14/10/2021 12:54

Na tarde da última quarta-feira, os jogadores do Cruzeiro anunciaram que farão uma paralisação das atividades. A movimentação acontece em função do atraso dos salários recorrentes para jogadores e funcionários de todo o clube. A manifestação dos atletas chegou ao ápice, mas, em outras ocasiões, os jogadores celestes já foram a público falar do assunto.

Na saída de campo do jogo contra o Botafogo, o goleiro Fábio deu uma entrevista exaltando o momento de luta de todos os funcionários do Cruzeiro. Ele citou funcionários e também jogadores da base, falando da entrega no momento que o clube vive. Poucas horas depois, o goleiro foi um dos que foi a rede social postar o comunicado dos jogadores anunciando a paralisação dos atletas.

Advertisement

Outra manifestação pública quanto ao momento atual do Cruzeiro foi do empresário Jorge Machado. Agente de Luiz Felipe Scolari, ex-treinador celeste, ele afirmou que o clube não cumpriu com nada do que foi combinado, ressaltando que faltou até alimento para alguns jogadores.

O clube responde a 226 processos na Justiça do Trabalho de Minas Gerais. Os processos foram iniciados por ex-jogadores e colaboradores cobrando valores que ficaram em aberto.

Fábio não foi o primeiro a exaltar a ação dos jogadores. Rafael Sóbis também usou os microfones para comentar o assunto. Depois da derrota para o Oeste, por 1 a 0, pela 34ª rodada da última edição da Série B, falou sobre a entrega dos atletas celestes em meio à crise financeira que o clube atravessava. Antes dessa partida, os jogadores se recusaram a concentrar por causa dos salários atrasados.

“Os jogadores que estão aqui são heróis. É muito difícil, muito difícil mesmo. As pessoas não sabem 10% do que está acontecendo. Vamos seguir lutando, honrando a nossa camisa e fazer o melhor para o Cruzeiro até o fim” – Rafael Sóbis

Após a mesma partida, o treinador Luiz Felipe Scolari também comentou sobre o assunto. Menos direto que o jogador, o ex-técnico celeste também manifestou que dentro do clube as coisas não aconteciam normalmente.

“Não vou entrar nos detalhes, porque não vale a pena. Não é uma situação que é normal para vocês estarem entrando dentro de uma seara que é nossa no clube” – comentou.

No fim da noite dessa quarta-feira, os jogadores do Sub-20 do Cruzeiro, que também estão com salários em atraso, se manifestaram aderindo ao manifesto dos profissionais. Os jovens tiveram respaldo dos mais experientes do elenco profissional e publicaram carta semelhante a dos jogadores profissionais. Há a possibilidade de paralisação das atividades também na categoria.

O primeiro grande episódio envolvendo uma cobrança pública foi o áudio vazado de uma conversa entre o ex-meia do Cruzeiro Thiago Neves e o então diretor do clube, Zezé Perrella. Na mensagem, o jogador cobra um adiantamento por parte da diretoria de parte dos salários – que já estavam atrasados, para antes da partida contra o CSA.

Em 2019, já na reta final do Brasileirão e lutando contra o rebaixamento – que aconteceria ao final daquele torneio -, começaram as conversas em relação aos atrasos de salários e pendências jurídicas com jogadores. Após a confirmação do rebaixamento e a diminuição das receitas, o Cruzeiro passou a conviver com mais cobranças públicas e jurídicas quanto aos valores.

FUTEBOL MINAS FM

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade