Cruzeiro busca empréstimo milionário para quitar dívidas

Postado em 12/02/2019 11:05

O otimismo da diretoria do Cruzeiro se confirmou na noite desta segunda-feira, na Sede Social do Cruzeiro, no Barro Preto, em Belo Horizonte. Por maioria absoluta dos votos, o Conselho Deliberativo do clube aprovou a proposta de um empréstimo de R$300 milhões a ser contraído com um fundo internacional de investimento. A reunião extraordinária foi convocada a pedido do presidente Wagner Pires de Sá e teve participação de 316 conselheiros. Houve apenas dois votos contrários à operação.
Durante a assembleia, o presidente Wagner Pires de Sá e o diretor financeiro Flávio Pena apresentaram detalhes do ‘plano de viabilidade’ pretendido pela diretoria. Em dado momento, a mesa diretora do Conselho Deliberativo pediu que os conselheiros contrários ao empréstimo se levantassem.Apenas dois presentes discordaram do empréstimo milionário.
 
Com a proposta aprovada, a diretoria do Cruzeiro passará a tomar as medidas para, de fato, viabilizar a operação financeira com o fundo internacional, que não teve o nome revelado por cláusula de confidencialidade. A intenção é usar os R$ 300 milhões para quitar dívidas urgentes e passar a ter como credor apenas a instituição estrangeira.

As prioridades são dívidas com clubes, ex-parceiros e agentes por contratações e comissões não pagas. Algumas geraram ações na Fifa. Também estão entre as urgências débitos com instituições financeiras e fornecedores. Estima-se que o valor total do passivo gire em torno de R$ 470 milhões, incluindo impostos já renegociados com o Governo Federal.

 
A proposta de pagar o empréstimo em até cinco anos (um ano e meio de carência e três anos e meio de prestações semestrais) pode extrapolar um possível segundo mandato de Wagner Pires de Sá. Caso seja reeleito no pleito de outubro de 2020, o atual presidente ficaria no cargo até dezembro de 2023. Já as prestações poderiam chegar até mesmo a 2024, a depender da assinatura do contrato com o fundo internacional. Veja abaixo uma simulação:
 
Fevereiro de 2019 – aprovação no Conselho Deliberativo
 
Março de 2019 – assinatura do contrato
 
Setembro de 2020 – fim do período de carência e pagamento da primeira parcela semestral
 
Março de 2021 – segunda parcela semestral
 
Setembro de 2021 – terceira parcela semestral
 
Março de 2022 – quarta parcela semestral
 
Setembro de 2022 – quinta parcela semestral
 
Março de 2023 – sexta parcela semestral
 
Setembro de 2023 – sétima parcela semestral

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com