Publicidade

Cruzeiro ainda sem técnico: Louzer diz não. É o terceiro técnico em 2 dias que não aceita a proposta do clube.

Postado em 14/10/2020 14:53

BANNER FUTEBOL AGOSTO 2020

O técnico Umberto Louzer voltou atrás do acordo para assumir o comando do Cruzeiro, que está na vice-lanterna da Série B. O treinador segue dirigindo a Chapecoense, que, nesta quarta-feira, às 19h15, enfrenta o CRB, em Maceió pela sequência da do campeonato.

O técnico se manifestou por meio de nota oficial, divulgada pela Chapecoense na tarde desta quarta.

“Agradeço o contato do Cruzeiro, mas optei por permanecer na Chapecoense. De fato, houve um interesse para que pudesse assumir a equipe, mas acredito muito no projeto que aqui está sendo desenvolvido. Pesou nesta decisão minha vontade de permanecer e concluir o que começamos. Além disso, prezo por cumprir meu contrato por onde passo e aqui não será diferente”.

Durante a madrugada, Louzer se reuniu com Mano Dal Piva, vice presidente de futebol da Chape, e definiu que comandaria o time nesta quarta. A decisão da permanência foi comunicada ao elenco na manhã desta quarta-feira, pouco antes do almoço, no hotel onde a delegação verde e branca está concentrada.

O estafe do treinador chegou a sinalizar positivamente para a proposta do Cruzeiro. Na visão de Louzer, o desafio de assumir o clube mineiro e ajudar na recuperação na Série B poderia colocá-lo no cenário nacional. Caso não obtivesse êxito, seguiria no mesmo patamar profissional de antes.

Na conversa com o elenco, o treinador afirmou que a proposta era “tentadora”, mas que a felicidade na Chapecoense pesou na decisão. Outro fator foi o compromisso firmado como grupo de jogadores pelo acesso. O comandante convenceu alguns atletas a seguirem no clube mesmo com propostas vantajosas para sair, caso de Anselmo Ramon, que foi procurado por um clube da Série A.

Após tentar Lisca, técnico do América, e Felipão, sem clube, Umberto Louzer foi o escolhindo pretendido pela diretoria do time mineiro para assumir a vaga deixada por Ney Franco, demitido no último domingo, após empate sem gols com o lanterna Oeste.

O Cruzeiro tenta contratar o quarto treinador na temporada: Adilson Batista, Enderson Moreira e Ney Franco passaram pela Toca da Raposa, neste ano. Os três foram demitidos por causa da fraca campanha do clube em 2020. O Cruzeiro não chegou à fase final do Campeonato Mineiro, acabou eliminado pelo CRB na Copa do Brasil, além de não sair da parte de baixo da Série B.

O próximo jogo do Cruzeiro está marcado para esta sexta-feira, às 21h30, contra o Juventude, no Mineirão, pela 16ª rodada da Série B. A preparação da equipe para o jogo está sendo feita em Atibaia, no interior de São Paulo, de onde a delegação retornará na quinta-feira. O ex-zagueiro Célio Lúcio, que trabalha como auxiliar fixo na Toca, deve dirigir o Cruzeiro diante do time gaúcho.

Umberto Louzer, de 40 anos, assumiu o comando da Chapecoense em fevereiro. Por lá, liderou uma arrancada da equipe no Catarinense. Quando ele chegou ao clube, a equipe brigava contra o rebaixamento, mas terminou campeã estadual.

Na Série B, Louzer tem outra boa campanha. Mesmo com jogos a menos em relação a boa parte das equipes, a Chapecoense está na terceira colocação da tabela, com 26 pontos e apenas uma derrota em 13 rodadas. A Ponte, vice-líder, tem 27 e dois jogos a mais, enquanto o Cuiabá, líder, tem 32 e três jogos a mais que o time catarinense.

Confira a íntegra da nota oficial divulgada pela Chapecoense:

A Associação Chapecoense de Futebol vem a público para informar, de maneira oficial, que o técnico Umberto Louzer segue no comando da equipe.

Após interesse demonstrado pelo Cruzeiro Esporte Clube, o treinador comunicou à diretoria verde e branca, no início da tarde desta quarta-feira (14), que está focado no projeto e objetivos da Chapecoense.

“Agradeço o contato do Cruzeiro, mas optei por permanecer na Chapecoense. De fato, houve um interesse para que pudesse assumir a equipe, mas acredito muito no projeto que aqui está sendo desenvolvido. Pesou nesta decisão minha vontade de permanecer e concluir o que começamos. Além disso, prezo por cumprir meu contrato por onde passo e aqui não será diferente”, afirmou.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!