Ceni fecha treino, mas deve manter a estrutura do time

Postado em 16/08/2019 14:36

Pelo segundo dia seguido, o técnico Rogério Ceni adotou o mistério como tática de preparação para a estreia dele no Cruzeiro. Cerca de 30 minutos da atividade foram liberados para a imprensa. Tempo insuficiente para saber qual time ele mandará a campo contra o Santos, no domingo, às 16h, no Mineirão, pela 15ª rodada do Brasileirão.

O trabalho aberto teve o elenco dividido em três grupos para as chamadas rodas de bobinho, mas com muito pedido de intensidade por parte do treinador e do auxiliar dele, Charles Hembert. Os goleiros fizeram atividade específica com o preparador Robertinho, que trabalhou muito as jogadas com os pés, artifício que Ceni dominava como poucos na época de goleiro.

Edilson, suspenso pela expulsão contra o Avaí, e Rodriguinho, em recuperação de cirurgia na região lombar, são desfalques certos. O lateral-direito Weverton, que seria opção direta a Orejuela, está fazendo fisioterapia após um edema na coxa direita e também não deve ficar à disposição de Ceni. Ele e Rodriguinho não treinaram com o elenco nesta quinta, assim como Sassá, liberado para acompanhar o nascimento do filho.

Thiago Neves e Fred, que cumpriram suspensão no fim de semana, estão de volta, mas a tendência é que apenas o camisa 10 seja titular, na vaga de Marquinhos Gabriel ou de Robinho. Sassá, que marcou gol contra o Avaí, deve ser mantido no comando de ataque. Com isso, o provável Cruzeiro tem:

Fábio; Orejuela, Dedé, Léo e Dodô; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves, Pedro Rocha e Sassá.

O Cruzeiro precisa fazer uma campanha de recuperação no Brasileiro. O time está na zona de rebaixamento, em 17º, com apenas 11 pontos dos 42 disputados. O Santos, adversário de domingo, é o líder da competição, com 32.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com