Publicidade

Galo é campeão Mineiro 2020 e a Minas FM transmitiu toda a Trajetória do time até o Título

Postado em 30/08/2020 18:14

Quando o técnico Jorge Sampaoli assumiu o Atlético, em março deste ano, o time amargava a sexta posição do Campeonato Mineiro. Depois de um começo de temporada com tropeços e quedas, o Galo viu seu caminho tomar novos rumos com o argentino e chegou ao título do Estadual. Neste domingo (30), o Galo venceu o Tombense por 1 a 0 e faturou o 45° caneco da competição.

O Atlético entrou em campo jogando por dois resultados. Um simples empate ou uma vitória levariam a taça do Mineiro de volta à sede do clube após mais de três anos. A vantagem, que já estava do lado alvinegro pela vitória por 2 a 1 na ida, foi ampliada por um cabeceio de Jair. O agregado em 3 a 1 garantiu o primeiro título de Jorge Sampaoli no Brasil e o primeiro da gestão do presidente Sérgio Sette Câmara.

Tempo de um time só

Posse de bola, segurança e ofensividade. As primeiras movimentações da final no Mineirão foram comandadas, em sua maioria, pelo Atlético. O Galo entrou em campo sabendo que seria campeão se vencesse ou empatasse com o Tombense e queria facilitar o seu cenário já no início. Com menos de dez minutos de bola rolando, Keno já tinha chegado duas e Alan Franco, uma.

Mesmo jogando por dois resultados, com o Tombense obrigado a vencer no Mineirão, quem ditou o ritmo do jogo no primeiro tempo foi o Galo. O time começou com Alan Franco no lugar de Hyoran, mudança que melhorou a ligação de meio-campo do time. Jair e Allan seguraram a marcação atrás para liberar o equatoriano, que chegou bem à área em algumas oportunidades.

O Tombense teve apenas uma chance perigosa no primeiro tempo e não conseguiu criar no Mineirão. O técnico Eugênio Souza chegou a falar que a equipe não jogaria por uma bola no Mineirão, mas acabou neutralizada pela estratégia de Jorge Sampaoli.

A etapa inicial no Gigante da Pampulha foi de um time só. O Galo criou mais e tomou conta da partida, sendo coroado com um gol aos 48. Após um cabeceio de Sasha ser defendido por Felipe, o Galo cobrou escanteio para Jair subir sozinho. O volante, que vinha sendo peça importante no esquema de Sampaoli, abriu o placar no Mineirão.

Campeonato pintado de preto e branco

Jogando contra o relógio, o Tombense voltou para o segundo tempo com algumas mudanças especialmente para povoar mais o ataque. O técnico Eugênio Souza retomou a partida com Maycon Douglas e Gabriel Lima e conseguiu empurrar o Atlético um pouco mais contra o seu campo, mas sem efetividade contra a meta de Rafael. 

Do time do Atlético que começou a partida, apenas Réver já tinha sentido o gosto de uma conquista pelo clube. Os outros dez compartilhavam a expectativa do primeiro título com a camisa do Galo e viam, minuto após minuto, o caneco se aproximando da sede de Lourdes.

O jogo ficou controlado pelo Atlético no segundo tempo. O volante Allan, já no fim, perdeu a cabeça e empurrou o árbitro Rônei Cândido por reclamação após sofrer falta. Como já tinha um amarelo e recebou outro, deixou o campo mais cedo para comemorar o título no vestiário. 

O Atlético apresentou uma clara crescente no Mineiro sob o comando de Jorge Sampaoli, saindo da sexta colocação na primeira fase para o topo do Estadual. O argentino voltou a ser campeão após cinco anos, garantiu sua primeira taça em solo brasileiro e ajudou o Galo a pintar o Mineiro de 2020 de preto e branco.

TOMBENSE 0x1 ATLÉTICO 

Motivo: jogo de volta da final do Campeonato Mineiro
Data: 30 de agosto
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Arbitragem: Ronei Cândido Alves, auxiliado por Marcus Vinícius Gomes e Felipe Alan Costa de Oliveira. VAR: Wanderson Alves de Souza

Tombense: Felipe; David, Admilton, Matheus Lopes (Ramon) e João Paulo; Serginho (Gabriel Lima), Rodrigo e Ibson (Jhemerson); Marquinhos (Gersinho), Ortega (Maycon Douglas) e Rubens.
Técnico: Eugênio Souza

Atlético: Rafael; Mariano, Réver, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Alan Franco; Savarino (Hyoran), Keno (Marquinhos) e Eduardo Sasha (Marrony).
Técnico: Jorge Sampaoli

Gol: Jair (48′ 1T)

Cartões amarelos: Serginho, Rodrigo e Gabriel Lima (TOM); Allan (2x), Jair, Guilherme Arana e Jorge Sampaoli (CAM).

View this post on Instagram

A post shared by Minas FM – É tudo de Bom 📻 (@minasfm) on

 

 

 

Fonte: O tempo

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!