Atlético derrota a Chapecoense, embala quinta vitória seguida e cola na liderança

Postado em 08/08/2016 22:06

O Atlético-MG continua embalado no Campeonato Brasileiro. Nesta segunda-feira, a equipe do técnico Marcelo Oliveira venceu a Chapecoense por 3 a 1 no estádio Independência, em jogo válido pela 19ª rodada, e alcançou a sua quinta vitória seguida na competição nacional. Carlos Cesar, Robinho e Maicosuel foram os autores dos gols do triunfo atleticano na partida desta segunda-feira. Bruno Rangel descontou no fim.

Com a sólida vitória em casa, o Atlético-MG chega aos 35 pontos na tabela, ocupando provisoriamente a segunda posição ao final do primeiro turno. A equipe mineira está apenas um ponto atrás do líder Palmeiras, que no domingo superou o Vitória por 2 a 1. Já a Chapecoense permanece com 24 pontos, na 11ª colocação.

O primeiro gol da partida desta segunda-feira aconteceu aos 21 minutos da primeira etapa. Após bola levantada na área, Fred desviou de cabeça, Pratto furou, mas Carlos César completou para o fundo da rede.

Melhor no confronto, o Atlético-MG conseguiu ampliar aos 42 minutos. Após confusão na área, Fabio Santos tentou girar, perdeu a bola, porém Robinho se aproveitou para marcar de bico.

Na segunda etapa, o time da casa definiu o duelo. Aos 34 minutos, Maicosuel recebeu na área, cortou a marcação e chutou no ângulo para marcar um belo gol. No fim, aos 47 minutos, Bruno Rangel descontou para a Chapecoense de cabeça.

Pela abertura do returno, a equipe mineira tem um verdadeiro desafio pela frente, pois encara o Santos na Vila Belmiro, em duelo que será realizado no próximo domingo, enquanto a Chapecoense volta a campo somente na próxima segunda, quando recebe o Internacional, em Santa Catarina.

O Botafogo também não entrou em campo pela 19ª rodada, mas terá que esperar ainda mais para disputar o confronto contra o Grêmio, adiado para o dia 4 de setembro.

O jogo

Apoiado pela apaixonada torcida do Horto e com moral após quatro vitórias seguidas, o Atlético-MG começou o confronto deste início de semana mostrando que estará na briga pelo título do Brasileirão. Dominando o meio-campo, emplacando boas jogadas, principalmente com o auxílio dos laterais, e enfrentando um time que teve muitas dificuldades para segurar a pressão, o Galo deu um show à arquibancada e selou a vitória logo na primeira etapa.

No entanto, por se projetar demais ao ataque, acabou cedendo espaços principalmente para o talentoso meia Hyoran e levou alguns sustos nos primeiros instantes do duelo. Aos 13 minutos, Kempes recebeu do jovem atleta e cabeceou entre os zagueiros; a bola tirou tinta da trave defendida por Victor.

Melhor no encontro, o Alvinegro não tardou a abrir o placar e o fez aos 20 minutos com o lateral direito Carlos César, que estava em noite inspirada; em bela jogada trabalhada por Robinho e Maicosuel, que contou com um lance de garra do volante, Leandro Donizete recebeu e cruzou. Fred escorou, Pratto furou, mas o defensor não conseguiu anotar.

Daí em diante, o jogo esfriou e as equipes já não conseguiam ser tão incisivas na hora de concluir as ofensivas, abusando de chutes de média e longa distância, sem sucesso. A Chape quase conseguiu estragar a festa atleticana, com Thiego estufando as redes em cabeceio, mas o juiz marcou impedimento do zagueiro.

A partir dos 30 minutos, os donos da casa voltaram a embalar no confronto. Voltando a apresentar o futebol intenso dos minutos iniciais, o Galo quase ampliou com Pratto desviando de carrinho, obrigando Danilo fez grande defesa, e conseguiu o segundo tento contando com a estrela de Robinho. Após confusão na área, Fábio Santos rolou para o atacante que acertou um belo chute de bico, guardando a bola no cantinho.

Com a vantagem tranquila e mais qualidade técnica, o Alvinegro fez um segundo tempo equilibrado, prezando por obter o controle da partida com bons toques, muita posse de bola, mas sem tanta garra para buscar o terceiro gol. Além disso, acabou passando por momentos de desatenção e cedeu alguns contra-ataques para os catarinense, que por sua vez, não conseguiam apresentar grandes problemas para o goleiro Victor.

Em busca de mais ação no confronto, a torcida pedia incessantemente a presença do atacante Luan. Marcelo Oliveira atendeu e a aposta rendeu, aos 34 minutos, o “Menino Maluquinho” recebeu belo passe de letra de Robinho, acionou Maicosuel dentro da área e o volante fechou a contagem.

No entanto, apesar de estar nas graças da torcida e já colaborar para a vitória atleticana, Luan sentiu uma fisgada na parte posterior da coxa esquerda, 13 minutos depois de entrar e acabou sendo substituído por Clayton.

Já com a vitória do Galo garantida, a Chapecoense acabou fazendo o gol de honra aos 45 minutos, com o artilheiro Bruno Rangel cabeceando após cruzamento na medida de Gil. Sem tempo para mais nada, o resultado não foi alterado: vitória do Atlético por 3 a 1 em Belo Horizonte

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG 3 X 1 CHAPECOENSE

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 8 de agosto de 2016, segunda-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (ambos do PE)
Gols: ATLÉTICO-MG: Carlos Cezar aos 20, Robinho, aos 42 minutos do primeiro tempo e Maicosuel, aos 34 minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Bruno Rangel aos 45 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor: Carlos César, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete e Maicosuel (Carlos); Robinho, Fred e Lucas Pratto (Luan) (Clayton). Técnico: Marcelo Oliveira

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Willian Thiego, Filipe Machado e Dener Assunção; Gil, Josimar, Cleber Santana e Hyoran; Tiaguinho (Lucas Gomes) e Kempes. Técnico:Caio Júnior

Ouça os Gols da partida:

 

Fonte: ESPN.com

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com