Publicidade

Após classificação nos pênaltis, Cuca diz: “Libertadores é isso”!

Postado em 21/07/2021 12:47

Segundo melhor ataque da Libertadores, o Atlético passou em branco duas vezes seguidas nas oitavas de final, contra o Boca Juniors. Não conseguiu transformar a superioridade técnica em domínio, e quase viu a eliminação bater à porta em dois gols anulados pelo VAR. Mas fato é fato: o Galo está nas quartas de final da Libertadores, e derrubou um dos times mais tradicionais da América do Sul.

Na opinião do técnico Cuca, o clima tenso e a classificação nervosa nada mais é do que, tipicamente, um jogo de mata-mata de Libertadores.

Advertisement

“Se você jogou melhor, ou jogou pior, o importante é passar. Foi um jogo típico de Libertadores que nós jogamos”.

“Não é jogo para dar espetáculo, não é jogo de ter predomínio. Estamos jogando contra a equipe mais tradicional da América do Sul, ou uma das mais tradicionais, com certeza. É uma grande equipe e acho que foi justo o resultado, que se alastrou até os pênaltis. E ali fomos mais felizes e conseguimos passar de fase” – completou Cuca.

O Atlético começou o jogo no Mineirão com tudo. Quase marcou aos 3 minutos, com Zaracho, mas, aos poucos, viu o Boca entender o ritmo do jogo e passar a controlar as ações da partida. No segundo tempo, por exemplo, os rivais estiveram muito mais próximos do gol do que o time mandante.

Na opinião de Cuca, porém, não foi uma partida ruim do Atlético, mas sim dificultada pela boa atuação da equipe argentina.

“O adversário defende muito bem. O jogo da Libertadores é mais pegado, é dado menos faltas, então você tem que saber jogar jogo assim. E o perigo de você tomar um gol é grande, de bola parada, contra-ataque… Eu acho que num plano geral nós não fizemos um mal jogo. É um jogo típico de Libertadores, uma decisão e que nós não conseguimos fazer gols, mas também não sofremos. E passamos adiante, fomos mais felizes nos pênaltis”.

Segundo o treinador, a dificuldade enfrentada nesses dois jogos pode servir de lição para a sequência do time na Libertadores.

“A gente tem que entender que esta competição é assim. Não sei com quem vamos jogar, se é Argentinos ou River, mas o primeiro jogo é lá. Vamos ver se a gente consegue fazer gol fora de casa porque é muito importante também”.

Após a classificação do Galo, nos pênaltis, jogadores do Boca estiveram muito irritados e protagonizaram cenas de guerra nos vestiários do Mineirão.  Ela só foi encerrada com a atuação da Polícia Militar, que precisou usar spray de pimenta para dispersar a confusão e separar as duas delegações.

Na coletiva, Cuca falou sobre o confronto, e disse que a briga só valoriza a importância da classificação atleticana.

“Toda aquela confusão e ‘brigarada’ na porta do nosso vestiário só tempera ainda mais a nossa vitória, só valoriza ainda mais a nossa vitória, porque não é fácil ganhar do Boca. Não é fácil ganhar do Boca. É muito complicado, é difícil, os caras têm muito tempo de casa, conhecem muito a competição. É uma equipe que se cuida em todos os sentidos da Libertadores, não só dentro do campo, e a gente conseguiu passar adiante”.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!