América volta a vencer, mas continua ainda na zona da degola

Postado em 31/07/2019 12:06

Depois de cinco jogos sem vencer no Brasileiro da Série B, o América-MG reencontrou o caminho das vitórias. O Coelho foi até Campinas e venceu a Ponte Preta por 1 a 0. Gol marcado pelo atacante Felipe Azevedo.

O triunfo diante da Ponte foi o primeiro do técnico Felipe Conceição no comando do América-MG. O treinador americano assumiu o comando da equipe logo após a demissão de Maurício Barbieri em 13 de julho, após o Coelho perder de 4 a 0 para o Figueirense no Independência.

Conceição destacou que a primeira vitória à frente da equipe aconteceu por méritos de um equilíbrio apresentado pelo time alviverde, que soube aproveitar a vantagem numérica em campo – aos 35 minutos do segundo tempo, a Macaca tinha duas expulsões, com Gerson Magrão e Matheus Vargas excluídos da partida pela arbitragem.

 A gente vinha de bons desempenhos, sem conseguir a primeira vitória, acho que esse grupo merecia. Talvez não tenha sido o nosso melhor jogo, mas com certeza foi o mais difícil. O time soube suportar a pressão da Ponte no início dos dois tempos e com o passar dos minutos a gente foi controlando o jogo, equilibrando, criando situações. A gente soube aproveitar o momento do adversário, que vem de alguns jogos sem vitória, tivemos um equilíbrio maior do que eles e o grupo todo está de parabéns.

Sobre a entrega dos jogadores, Felipe Conceição enfatizou o jogo coletivo apresentado pelo América-MG. O treinador do Coelho revelou que para ele, a entrega, em determinados momentos, é mais importante que a qualidade. Conceição ainda apontou o caminho para o Coelho deixar a lanterna da Série B e consequentemente, a zona de rebaixamento.

Foi um time consciente e coletivo. O que a gente veio desenvolvendo nessas duas semanas e meia, mostrou um coletivo forte, com a individualidade de cada um. Nós só vamos sair dessa situação com uma equipe forte e nós estamos construindo isso. Não adianta você está inspirado e não se entregar, não correr pelo outro, não se ajudar. Um exemplo, o Diego (Ferreira) fez o primeiro jogo com o Figueirense, não foi tão bem e hoje fez um bom jogo porquê? Porque o coletivo ajudou. Eu acredito muito nisso, a gente está nesse caminho, é um dos valores que construímos na equipe e não podemos perder.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com