Publicidade

América trabalha com a base para aproveitá-la em 2021

Postado em 07/01/2021 15:42

O América vem colhendo os louros do bom trabalho realizado em 2020 com os resultados em campo. Já praticamente garantido na Série A e semifinalista da Copa do Brasil, o Coelho vem também olhando para suas categorias de base, tentando buscar e utilizar promessas no time principal.

No plantel de 2020, 14 atletas participaram da composição do elenco e foram formados nas categorias de base do clube. O Coelho, ao mesmo tempo, também trouxe jogadores do Sub-20 para treinar com o profissional.

No início de 2020, o volante Renan Gomes, os meias Gustavinho e João Gabriel e os atacantes Carlos Alberto e Kawê foram integrados ao plantel profissional.

No segundo semestre, o técnico Lisca passou a observar mais seis atletas: o goleiro Robson, o zagueiro Heitor, os laterais Lucas Gabriel e Carlos Junio, o volante Matheus Santos e o atacante Goldeson.

O time de base encerrou a participação no Brasileiro Sub-20, mas sem ter realizado uma campanha de destaque. Foram 21 pontos em 19 jogos, terminando na 15ª colocação.

Fred Cascardo, diretor da base do América, ressaltou, no entanto, que o objetivo do clube de fornecer atletas para o técnico Lisca foi alcançado.

“O principal objetivo do ano foi alcançado, que é a transição dos atletas ao profissional. Em um primeiro momento, com participação nos treinos. Em seguida, com a oportunidade de serem convocados para partidas do profissional. Alguns desses atletas, como o Carlos Alberto e Kawê, já puderam estrear e atuar no time principal. Estamos também felizes por outros atletas, frutos da nossa captação, estarem sendo observados e integrados nesse processo de ambientação ao profissional” – disse o diretor.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!