Publicidade

América quer surpreender o Palmeiras na Copa do Brasil.

Postado em 22/12/2020 12:02

Não vai ser fácil. Para quem pensa que o América, adversário da semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta, às 21h30, no Allianz Parque, é um azarão, melhor ajustar as expectativas.

A equipe treinada por Lisca promete endurecer o duelo contra o Palmeiras na base da organização e do contra-ataque, mas não sem deixar alguns pontos que podem ser explorados pelo time paulista, como o lado direito da defesa.

Nada que tire o bom momento do Coelho. Desde que Lisca chegou, em fevereiro, o time se transformou. Foi páreo duro para o Atlético nas finais do Mineiro e eliminou Corinthians e Internacional na Copa do Brasil, com duas vitórias fora de casa, por 1 a 0. Na Série B, é vice-líder com apenas dois pontos atrás da Chapecoense.

O América com Lisca joga quase sempre num 4-3-3, mesmo quando há desfalques e perdas por lesão. Uma delas, a do volante Zé Ricardo, abriu espaço para Flávio, cria da base do Coelho, que aos 20 anos vem mostrando segurança na proteção da zaga. Daniel Borges vem jogando na lateral direita.

No ataque, Rodolfo tomou a vaga de Léo Passos com muitos gols. Marcelo Toscano – autor do gol do América na casa do Corinthians – pode aparecer no time.

Por mais que o Palmeiras seja o favorito, o América faz um grande ano, tem bons jogadores – como o capitão Juninho, um banco que muda jogo – como Neto Berola e Marcelo Toscano – e não irá economizar esforços na primeira semifinal de Copa do Brasil de sua história. Nada de moleza ou zebra. É um adversário duro e que vai embalar dois grandes jogos nos dias 23 e 30 de dezembro.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!