Publicidade

América “jogou” apenas um tempo e precisou dos pênaltis para seguir na Copa do Brasil

Postado em 15/04/2021 12:38

Cumprindo o último jogo de suspensão, imposta pelo STJD, Lisca viu a classificação do América na Copa do Brasil de longe. Na beira do gramado, Cauan de Almeida e Márcio Hahn foram os responsáveis por comandar o Coelho. Depois de um primeiro tempo tranquilo, os dois sofreram com a disputa de pênaltis, que garantiu o clube na próxima fase da competição.

Na etapa inicial, além do gol marcado por Felipe Azevedo, time alviverde criou ao menos duas chances claras de gol. Rodolfo as desperdiçou. Segundo Cauan de Almeida, a ideia de sufocar o Ferroviário, nos primeiro 45 minutos, foi planejada anteriormente, assim como a queda de rendimento na segunda parte da partida era esperado, o que acabou culminando no empate durante os acréscimos.

Advertisement

“A gente acha que a queda de rendimento no segundo tempo foi por conta de viagem. A gente esperava isso e aumentou a intensidade no primeiro tempo, buscando mais gols para controlar no segundo. Criamos para isso, mas não tivemos a felicidade de fazer os gols. No segundo tempo, procuramos controlar, mas a intensidade caiu por conta dessa viagem, que desgastou muito”.

Quem sentiu a parte física a precisou ser substituído foi o atacante Felipe Azevedo. Apesar de não ter ido para Tombos, o desgaste também foi encarado com naturalidade. Isso porque a partida dessa quarta-feira foi a primeira do atacante nesta temporada. O último jogo oficial do jogador foi na última rodada da Série B, contra o Avaí.

“O Felipe Azevedo é muito importante para o nosso elenco. É um jogador que domina a função dentro do nosso esquema de jogo e fez uma última temporada muito boa. Defensivamente, ajuda muito. Ofensivamente também. Os números do ano passado são muito positivos, foi decisivo em alguns momentos e hoje voltou a ser, disse sobre o autor do gol”.

Agora, garantido na terceira fase da Copa do Brasil, o América volta as atenções para o Campeonato Mineiro. Neste sábado, às 17h30, o Coelho recebe o lanterna Coimbra, no Independência. A vitória passou a ser fundamental na briga por uma vaga nas semifinais do Estadual, já que os últimos tropeços fizeram com que os adversários se aproximassem. Neste momento, a quinta colocada, Caldense, tem 14 pontos, dois a menos que o time de Lisca.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!