Haddad diz que acabará com a sabotagem de Temer contra Minas Gerais, se eleito

Postado em 24/09/2018 14:44

Pimentel e Haddad anunciam as medidas conjuntas nesta segunda-feira (24). O petista vai intensificar as ações de sua campanha no estado, que praticamente definiu as eleições 2014 em favor da então candidata Dilma Roussef.

Haddad em campanha na cidade de Ouro Preto (MG) (Foto: Ricardo Stuckert)
 

Em reunião ocorrida na última quinta-feira (20) com o governador de Minas Gerais, candidato à reeleição, Fernando Pimentel (PT), o candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad afirmou que vai acabar com a sabotagem do governo Michel Temer (MDB) às contas públicas do Estado.

Em julho, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) acatou uma liminar do deputado estadual Gustavo Valadares (PSDB) – aecista e aliado de Temer – que impediu o Estado de contratar um empréstimo de R$ 3 bilhões, que seriam suficientes para dar normalidade ao fluxo de caixa do estado.

Entre os principais pontos acertados entre Haddad e Pimentel estão o fim dos atrasos nos repasses de recursos devidos pela União ao estado, apoio federal para acabar imediatamente com o parcelamento dos salários dos servidores, encontro de contas para levantar as dívidas do Governo Federal com os cofres mineiros, acerto do FUNDEB e das verbas retidas da saúde.

Pimentel e Haddad anunciam as medidas conjuntas nesta segunda-feira (24). O petista vai intensificar as ações de sua campanha no estado, que praticamente definiu as eleições 2014 em favor da então candidata Dilma Roussef. Na sexta-feira (21), Haddad cumpriu agenda intensa em cidades mineiras. Em comício em Ouro Preto, um dia após a reunião com Pimentel, ele disse que vai abrir espaço no Orçamento para retomar obras paradas será uma “medida emergencial”, caso seja eleito.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com