fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Direto da AMIRT
  • Cemig realiza atividade para simular evacuação nas proximidades da UHE Nova Ponte

Cemig realiza atividade para simular evacuação nas proximidades da UHE Nova Ponte

Image

Treinamento visa capacitar população para eventos extremos próximo da usina hidrelétrica na cidade de Nova Ponte, no Triângulo Mineiro

Foto: Cemig/Divulgação

A Cemig realiza, nesta quinta-feira (4), a partir das 10h, uma simulação com a população que reside ou trabalha próximo à Usina Nova Ponte, localizada no Rio Araguari, no Triângulo Mineiro. O treinamento seguirá as diretrizes do Plano de Ação de Emergência (PAE) da unidade geradora e tem o objetivo de destacar as rotas de fuga da região até o ponto de encontro mais próximo, auxiliar na identificação do som das sirenes na região e capacitar os moradores sobre a utilização do Dispositivo Individual de Notificação (DIN) – que serve de alerta para emergências.

O simulado contará com a participação de até 160 moradores e 85 flutuantes (trabalhadores locais) das proximidades da unidade de geração de energia. O treinamento também contará com a presença de representantes da Defesa Civil (municipal e estadual) e do Corpo de Bombeiros.    

Neste ano, a Cemig fez o cadastramento da população na Zona de Autossalvamento (ZAS) na região próxima à UHE Nova Ponte. A coleta de informações é semelhante ao processo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) durante o período do censo demográfico. O procedimento segue a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e tem objetivo de identificar os moradores e comerciantes da região, além das características socioeconômicas da população.

“As ZAS são as áreas que podem ser afetadas em um curto intervalo de tempo caso aconteça uma situação de emergência com a estrutura e que se localizam a menos de 10 km de distância das barragens ou a 30 minutos de distância da chegada da onda de inundação. Por isso, as informações da população que tem residência ou atividade próximas da UHE Nova Ponte são tão importantes para a Cemig. Dessa forma, a companhia terá todos os subsídios para comunicar e alertar em casos de situações extremas na região”, explica o gerente de Planejamento Energético da Cemig, Ivan Carneiro.

Importante destacar que a barragem da UHE Nova Ponte está segura e não há nenhum risco para a população. O treinamento do PAE foi criado para que a população e a Defesa Civil possam ser preparadas e tenham uma rotina preventiva de segurança, caso haja uma situação extrema de emergência.

Conhecimento e prevenção 
O PAE atende à Lei Federal nº 12.334/2010, que determina que as empresas de geração de energia devem elaborar, implementar e operacionalizar o documento, estabelecido pela Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB). Nesse contexto, a Cemig conta com o “Projeto VAMOS (Vigilância, Alerta, Mobilização, Organização e Salvamento)”, que trata de ações relacionadas aos PAEs como treinamentos, capacitações e na conscientização quanto à cultura de prevenção de riscos das populações a jusante dos empreendimentos.  

“A participação da população no simulado da UHE Nova Ponte é fundamental para que eles tenham conhecimento dos processos em situações extremas. Por meio deste treinamento, serão destacados diversos cenários para garantir a segurança da comunidade”, ressalta Ivan Carneiro.  

Ainda em 2024, a Cemig realizará mais seis simulados com comunidades próximas de usinas do seu parque gerador. Além de Nova Ponte e Poço Fundo, a empresa fará a capacitação nas usinas Tronqueiras, Salto Grande, Cajuru, Peti e CamargosItutinga.

Ivan Carneiro destaca que o treinamento é feito para que a população tenha conhecimento dos elementos de proteção do PAE. Além disso, o especialista garante a integridade e segurança das barragens da empresa, que mantém rígido controle sobre todos os seus empreendimentos e instalações dentro e fora de Minas Gerais.   ”É importante destacar que as barragens estão seguras e não há nenhum risco para a população”, pontua.  

A Cemig possui 18 PAEs, abrangendo usinas de maior e menor porte, e conforme determina a legislação vigente, as informações sobre os PAEs da Cemig podem ser consultadas no site da companhia. 

Mapeamento de riscos   
Além das situações de emergência das barragens, os PAEs da Cemig trazem também mapeamentos de riscos para eventos hidrológicos extremos (cheias naturais) que possam gerar alagamentos nas comunidades a jusante das barragens. A inserção desses cenários, que têm uma maior recorrência para os municípios, torna esse documento uma ferramenta valiosa para auxiliar o poder público em seu dever de garantir a segurança da população, facilitando sua preparação para esse tipo de emergência.    

 Como suporte ao mapeamento de riscos, além dos PAEs, a Cemig conta com o Aplicativo PROX – Multiplicando segurança, para informações em tempo real da operação do reservatório e notificação, pela Defesa Civil, para a população impactada por um evento de ruptura de barragem ou de cheia natural. 

Conheça o Dispositivo Individual de Notificação (DIN)
O DIN funciona como um alerta sonoro e pode ser acionado a partir do aumento das chuvas e risco de alagamento. O equipamento é disponibilizado pela Cemig e instalado nas residências, comércios ou empresas localizadas nas ZAS. Em caso de acionamento, a população deve deixar a residência e seguir os procedimentos do PAE. O equipamento é um braço de comunicação importante da Cemig e Defesa Civil para garantir a segurança da população reside ou trabalha próximo da unidade geradora.

Diogo Carneiro, engenheiro da Cemig que gerenciou o projeto de pesquisa e desenvolvimento que possibilitou o produto, explica que este é um projeto que nasceu da necessidade de se produzir um canal de comunicação seguro e direto entre as Defesas Civis e os moradores de regiões sob risco de inundação.

“O DIN foi criado para ser o escudo desse tipo de população, estando disponível mesmo em eventos climáticos mais críticos. O papel da Cemig é prover a rede de telecomunicação para os equipamentos, fornecer informações claras e a tempo para a Defesa Civil emitir os alertas. Já a população precisa apoiar o sistema de proteção, mantendo os equipamentos ligados na tomada em local à vista e que permita ouvir seu alarme”, comenta o engenheiro da companhia.

Sobre a UHE Nova Ponte
Com 510 MW de potência instalada distribuída pelas suas três unidades geradoras, a UHE Nova Ponte está localizada no rio Araguari e iniciou as operações em 1994.

Composta por barramento de terra, enrocamento com núcleo de argila, a barragem da UHE Nova Ponte possui cerca de 1.620 m de comprimento de crista e 142 m de altura máxima. Seu reservatório tem cerca de 443 km² de área inundada e capacidade máxima de acumulação 13.115 hm³.

Confira o vídeo do gerente de Planejamento Energético da Cemig, Ivan Sérgio Carneiro:

O post Cemig realiza atividade para simular evacuação nas proximidades da UHE Nova Ponte apareceu primeiro em Portal AMIRT.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x