fbpx
Pular para o conteúdo

Rascunhos da Vida: Falta de oxigenação…

Image
Retirado do Site: https://www.freeimages.com/pt/photo/dead-faith-1440090

O avanço da ciência permite diagnosticar a causa mortis de indivíduos, consente também em criar possíveis diagnósticos e tratamentos de alguns males que advém sobre o homem no decorrer de sua história.

Salmo 104.29-34

Retirado do Site: https://www.freeimages.com/pt/photo/dead-faith-1440090

Com o passar do tempo e o estudo das células descobriu-se inúmeras coisas necessárias à sobrevivência de uma espécie. Descobriu-se que são necessários nutrientes, água, energia e oxigenação. Nutrientes são retirados dos solos, ou de algum tipo de alimento (seja de origem vegetal ou animal), a água por fazer parte da composição de todos os seres vivos, a energia é produzida por processos químicos através de alimentos ou do próprio sol, e oxigenação para que as células sanguíneas tenham vida e até mesmo uma cor mais vibrante.

Hoje pela manhã, durante o meu devocional não atentei para o som da água do meu aquário. Fiz o que costumo fazer li e reli o texto bíblico, e por sinal li todo o salmo 104, 105 e 106. Depois de orar, precisei fazer o meu café (item incluso na minha lista de necessidades para sobrevivência). Enquanto a água fervia percebi que meus peixes estavam nadando na superfície da água.

Com certeza havia algo errado com eles. Eles têm algumas características e hábitos peculiares, se ficam nadando olhando para fora do aquário em nossa direção, quer dizer que esperam alimentos. Quando estão no alto das águas falta oxigênio na água. Acendi as luzes da sala e vi que a bomba d’água não estava funcionando. Um dos peixes já estava até nadando de lado. Provavelmente a bomba parou de funcionar por volta de uma hora da manhã, o que dá a eles oxigenação da água por aproximadamente três horas.

Precisei ser rápido, tirei a bomba, descobri o que estava impedindo seu acionamento, solucionei o problema e liguei novamente. A água começou a ser bombeada e novamente oxigenada, os peixes começaram a respirar com facilidade, a manutenção da vida obteve continuidade.

O salmista diz: “se lhes tiras a respiração, morrem, e voltam ao pó”. Hoje lutamos contra um vírus que tende a tirar o fôlego da vida das pessoas. A dificuldade respiratória agrava os problemas de saúde, faz com que os pertencentes aos grupos de risco tenham maior tendência a morrer se contaminados. Tudo por falta do ar, por falta da oxigenação, por ausência de um sangue oxigenado, vívido e eficaz.

Quando Cristo veio a este mundo, Ele verteu seu sangue, vívido e eficaz, para resgatar o homem das garras da morte, da destruição da vida. O pecado ocasiona morte, seja ela física ou espiritual (esse assunto é muito abrangente para ser falado num pequeno devocional, quem sabe um dia eu escrevo um livro sobre esse tema). Mas o sangue de Cristo derramado na cruz do calvário garantiu que o homem pudesse ter novo fôlego de vida, agora uma vida remida e comprada pelo sacrifício vicário de Jesus.

Pense comigo, por mais que haja um atentado contra a manutenção da vida nesta terra, ela não se compara a eternidade da vida pós-morte. E neste caso você só tem duas opções, ao lado de Jesus ou longe dele. Na bonança ou na tormenta. É claro que Deus na sua pré-ciência sabe quem são os escolhidos, mas cabe a nós reconhecer nosso pecado e aceitar ser coberto pelo sangue vivo e eficaz de Cristo.

Um grande e forte abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que recebeu oxigenação na alma e espírito através do sangue de Cristo.