Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Vinagre e Vergões.

Postado em 20/05/2021 6:00

Uma ferida precisa ser limpa para não infeccionar. É preciso tratar ferimentos antes que levem a algo maior e com grande periculosidade para nosso bem-estar. Os métodos para limpeza e desinfecção vão dos extremamente doloridos aos sem nenhum tipo de dor.

Atos 16.27-34

Retirado do Site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/acaso-acidente-ataduras-bicho-de-pelucia-42230/

Minha vó Gorducha tinha uma expressão muito interessante: “menino tem cabeça de jerico” (segundo o dicionário Aurélio, jerico é um burro, um jumento). Ela usava essa expressão sempre que queria dizer que crianças têm muitas vezes atitudes impensadas. Vou ter que concordar com ela.

Advertisement

Ainda criança combinamos de fazer um pega-pega diferente, cada um dos participantes arrumaram uma varinha e o pegador poderia dar varadas naqueles que eles pegassem. Eu fui o primeiro pegador, mesmo sendo gordo eu era o mais rápido em curtas distâncias, então rapidamente eu conseguia pegar muitos com algumas varadas. Eu simplesmente pensava: “tenho que ser o primeiro a ser pego, para depois ser o pegador” e assim fazia, quando eu era o pegador corria muito e acertava os que eu pegava, quando devia correr ficava para trás para ser pego primeiro e depois “chicotear” a todos.

Acho que suspeitaram daquela minha ideia, porque depois de muito tempo todos resolveram me dar algumas varadas. Voltei para casa com as costas cheias de vergão (o Deco também). Depois do “sabão” da mamãe, ela resolveu sarar nossos vergões. Encheu uma vasilha de água, vinagre e sal. Pegou uma esponja e passava aquela mistura homogenia sobre nossos vergões sem dó nenhuma. Como doía aquela limpeza, tive que dormir de bruços, mas no outro dia estava muito melhor.

Paulo e Silas foram acoitados injustamente por pregar a mensagem do “Caminho” e por expulsar um espírito imundo de uma jovem adivinhadora. Deus miraculosamente abre as cadeias que os prendiam, liberta as portas do cárcere, mas eles preferem não fugir. O carcereiro pensa em suicidar para que a culpa da fuga fosse lançada sobre uma possível rebelião e com isso sua família não fosse penalizada pela lei romana.

Paulo e Silas o repreendem, pregam as “boas novas” da salvação em Cristo, batizam o carcereiro e toda a sua família. Após esse momento, tem suas feridas saradas à moda antiga (provavelmente como minha mamãe tratava), mas era um tratamento com amor, com a intenção de cuidado, com envolvimento afetivo, com pretensão de cura. E com certeza funcionou, tenho convicção de que surtiu efeito eficaz.

Pense comigo, os métodos de Deus não se encaixam no raciocínio humano. Ele supera ao longe tudo o que imaginamos, Ele conhece o início, meio e fim de toda nossa história e por isso age permitindo, interrompendo ou intervindo em nosso viver. Agora cabe a você reconhecer o seu amor, seu cuidado, seu zelo para conosco e sua intenção em curar-nos do pecado que nos leva a morte. O processo de cura pode ser doloroso, mas sempre será eficaz.

Um grande abraço!
Nos fraternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo cujos vergões foram curados pelo amor soberano de Deus.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade