Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Uma xícara de café…

Postado em 25/10/2020 6:00

Todo mineiro que se preze não nega um cafezinho. É quase que instintivo a pergunta para um visitante cotidiano ou um esporádico: “você aceita um cafezinho?”.

I Reis 4.27

Retirado do site: https://www.freeimages.com/pt/photo/coffee-3-1549517

Sempre gostei de fazer visitas, desde cedo aprendi com mamãe a visitar as pessoas que nós gostamos, também as que sentimos saudades e até aquelas que não gostam da gente. Na casa de quem gostamos sentimos liberdade e sempre que possível voltamos. Nas que sentimos saudades quando chegamos não queremos mais ir embora, especialmente quando quem nos recebe é agradável. E na casa de quem não gosta da gente, chegamos oramos e nos colocamos a disposição. Se houver abertura ficamos mais tempo, se não houver deixamos o local, mas permanecemos em oração por eles.

Em todas as visitas é inevitável não tomar um café, especialmente se for passado na hora. Naquelas casas do interior geralmente o cafezinho vem acompanhado de um queijinho, ou biscoito frito na hora. O importante é agradar a pessoa, e fazê-la desejar voltar. Isso faz parte de uma cultura mineira, a cultura de tentar agradar ou ser agradável até mesmo para quem nos detesta.

Salomão foi um homem extremamente sábio, e segundo as Escrituras ele organizou bem todo o serviço e as funções de cada um na nação de Israel. Foi um homem admirado, por cidadãos israelenses, por servos, amigos, soldados, comandantes, reis e rainhas. Algumas como a de Sabá ficaram estupefatas com o resplendor da corte de Salomão, com a mesa farta, e com a organização de todas as coisas.

Mas uma das coisas que eu mais admiro não só nesta passagem, mas também em outras é o cuidado múltiplo de Salomão e os que o cercam. Salomão cuidava bem dos que estavam com ele e consequentemente era também bem cuidado e amparado. Nada faltava a mesa dos seus subalternos, pelo contrário tinham em abundancia especialmente para poder auxiliar os que necessitam.

Aquilo que temos foi alcançado por permissão de Deus. Sendo assim os que têm sabedoria compreendem que Deus fez com que tivessem abundância para poder contribuir para o benefício do outro. E você, o que Deus permitiu você conseguir tem sido usado para abençoar outras pessoas? Serve para suprir as necessidades, para agradar o outro, para recebê-lo bem? Ou você está preocupado apenas em acumular riquezas neste mundo sem nenhuma preocupação com o que acontecerá com você no futuro? Lembre-se o que temos em mãos é para abençoar os que nos amam, os que nos cercam e até os que nos desprezam.

Um grande e forte abraço!
Nos eternos laços do amor de Deus.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que toma e faz um “cafezinho” para todos que sentam comigo a mesa.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!